Índices de NY caem antes do PIB e às vésperas de inflação PCE; balanços, IGP-M e mais

Bolsas asiáticas fecharam em baixa em meio a preocupações renovadas com setor imobiliário chinês

Felipe Moreira

Publicidade

Os índices futuros de Nova York operam em baixa nesta quarta-feira (28), com investidores à espera da divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) americano do quarto trimestre, enquanto se preparam para o índice de preços de gastos com consumo, PCE, medida de inflação preferida da Federal Reserve (Fed), na quinta-feira.

Já as bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em baixa nesta quarta-feira em meio a preocupações renovadas com o combalido setor imobiliário chinês.

Por aqui, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) assinou na noite de ontem (27) uma medida provisória (MP) revertendo a reoneração da folha de pagamentos. Em indicadores, saem dados da confiança de serviços e do IGP-M, ambos de fevereiro.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

1.Bolsas Mundiais

Estados Unidos

Os investidores americanos também aguardam pelos resultados da varejista TJX Cos e da farmacêutica Viatris antes da abertura dos mercados. Já a Salesforce divulgará seus números trimestrais após o fechamento dos mercados.

Veja o desempenho dos mercados futuros:

Dow Jones Futuro: -0,38%

Continua depois da publicidade

S&P 500 Futuro: -0,47%

Nasdaq Futuro: -0,65%

Ásia

Os mercados asiáticos fecharam majoritariamente em baixa nesta quarta-feira em meio a preocupações renovadas com o combalido setor imobiliário chinês. Em Hong Kong, o índice Hang Seng caiu 1,51%, a 16.536,85 pontos, pressionado por ações de incorporadoras. A da Country Garden Holdings tombou 6,5%, após um credor pedir liquidação judicial da companhia pelo não pagamento de um empréstimo superior a US$ 200 milhões. Do mesmo setor, os papéis da Longfor Group e da China Resources Land sofreram perdas de 7% e 4,3%, respectivamente. Por outro lado, empresas do ramo focadas em Hong Kong avançaram após o governo do território semiautônomo aliviar restrições com o objetivo de impulsionar o setor imobiliário.

Shanghai SE (China), -1,91%

Nikkei (Japão): -0,08%

Hang Seng Index (Hong Kong): -1,51%

Kospi (Coreia do Sul): +1,04%

ASX 200 (Austrália): -0,03%

Europa

Os mercados europeus operam majoritariamente em baixa, dando continuidade ao sentimento cauteloso observado no início desta semana. Já as ações da Vodafone
subiram 2,2% depois que a empresa confirmou negociações avançadas com a Swisscom sobre a venda de seus negócios italianos por 8 bilhões de euros (US$ 8,7 bilhões).

FTSE 100 (Reino Unido): -0,44%

DAX (Alemanha): +0,15%

CAC 40 (França): -0,05%

FTSE MIB (Itália): -0,37%

STOXX 600: -0,17%

Commodities

As cotações do petróleo operam em baixa após abertura positiva, em meio à incerteza sobre as perspectivas de um cessar-fogo na guerra Israel-Hamas, enquanto alguns investidores esperam que a OPEP+ estenda seus cortes de produção para além do primeiro trimestre.

As cotações do minério de ferro na China fecharam em alta pela segunda sessão consecutiva nesta quarta-feira, impulsionadas pelas esperanças renovadas de recuperação da demanda no principal comprador, a China, após uma melhora no mercado de aço, embora preocupações persistentes sobre seu difícil mercado imobiliário tenham limitado os ganhos. O minério de ferro de referência de março na Bolsa de Cingapura estava, no entanto, 1,63% mais baixo, a US$ 115,60 a tonelada.

Petróleo WTI, -1,12%, a US$ 77,99 o barril

Petróleo Brent, -0,97%, a US$ 82,84 o barril

Minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve alta de 1,08%, a 889 iuanes, o equivalente a US$ 123,49

Bitcoin

2. Agenda

A agenda desta quarta-feira é marcada pelo Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos no 4º trimestre do ano passado. No Brasil, o presidente do BC, Roberto Campos Neto, e o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, participam de eventos do G20.

Brasil

8h: Confiança de serviços de fevereiro

8h: IGP-M de fevereiro; consenso LSEG prevê queda de 0,50%

14h30: Resultado primário do Governo Central

EUA

10h30: PIB do 4º trimestre; consenso LSEG prevê alta de 3,3%

12h30: Estoques de petróleo semanal – EIA

Zona do Euro

7h: Confiança do consumidor de feveiro

3. Noticiário econômico

Após pressão do Congresso, governo edita MP que reverte a reoneração da folha

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) assinou na última terça uma medida provisória (MP) revertendo a reoneração da folha de pagamentos que havia sido imposta na véspera do Ano Novo, pela MP 1202/2023. A reversão é feita após pressão do Congresso Nacional e atende a acordo político firmado pelo governo com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG). A nova medida torna sem efeitos todo o trecho da anterior que previa a reoneração dos 17 setores da economia atendidos pelo benefício.

Comissão aprova imunidade tributária para entidades religiosas

A Comissão Especial da Câmara dos Deputados aprovou, de forma simbólica e sem destaques, a proposta de emenda à Constituição (PEC) que amplia a imunidade tributária concedida a entidades religiosas, partidos políticos, sindicatos e instituições de educação e assistência social sem fins lucrativos.

4. Noticiário político

TSE restringe uso de Inteligência Artificial nas eleições de outubro

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou uma resolução para regulamentar o uso da inteligência artificial durante as eleições municipais de outubro. A norma proíbe manipulações de conteúdo falso para criar ou substituir imagem ou voz de candidato com objetivo de prejudicar ou favorecer candidaturas. A restrição do uso de chatbots e avatares para intermediar a comunicação das campanhas com pessoas reais também foi aprovada.

5. Radar Corporativo

Engie (EGIE3)

A Engie (EGIE3) reportou lucro líquido de R$ 948 milhões no quarto trimestre de 2023 (4T23), montante 6,4% superior ao reportado no mesmo intervalo de 2022, informou a elétrica nesta terça-feira (27).

B3 (B3SA3)

A B3 (B3SA3) informou que os valores atribuídos por ação relacionados aos dividendos referentes ao exercício social de 2023 foram ajustados de R$ 0,06689494 para R$ 0,06690029.

(Com Estadão, Reuters e Agência Brasil)