Covid-19

“Índice do medo” do S&P 500, Vix se aproxima do nível da crise de 2008

O ponto mais alto já registrado foi justamente durante a crise de 2008, quando o índice fechou em 80,86 pontos

Desempenho histórico do VIX com ápice durante a crise de 2008

SÃO PAULO – Um dos maiores monitores do medo do investidores o VIX, índice que monitora o risco do S&P 500, disparou nesta quinta-feira (12) se aproximando dos níveis vistos durante a crise de 2008. O pânico nos mercados acontece com o avanço do coronavírus (Covid-19).

O índice subiu 40%, ultrapassando os 75,4 pontos. Esse é o maior patamar registrado desde o ápice da crise do subprime, em novembro de 2008.

O ponto mais alto já atingido pelo VIX foi justamente durante a crise de 2008, no dia 20 de novembro, quando o índice fechou em 80,86.

PUBLICIDADE

O aumento no VIX geralmente se correlaciona com um declínio nas ações, já que investidores e traders o utilizam para proteger suas posições. Na manhã desta quinta-feira o S&P 500 entrou em circuit braker após desabar mais de 7%. O pregão da Bolsa de Nova York ficou suspenso por 15 minutos.

A disparada recente do índice tem surpreendido analistas e investidores. O índice fechou acima de 40 pontos pelo quinto dia consecutivo nesta quinta-feira. Esse tipo de medo prolongado não era visto no mercado de ações desde abril de 2009. Até o fechamento de ontem o índice já acumula alta de 447% neste ano. Em 2008, o aumento no ano foi de apenas 108%.

Aproveite as oportunidades para fazer seu dinheiro render mais: abra uma conta na Clear com taxa ZERO para corretagem de ações!