Imóveis: compradores preferem gastar mais para garantir segurança

Corretores de imóveis afirmam que muitos abrem mão de alguns benefícios para terem uma moradia mais segura

Por  Equipe InfoMoney -

SÃO PAULO – Na hora de comprar um imóvel, diversos fatores são avaliados – preço, conforto, localização – mas, de acordo com a gerente geral de locação e vendas da Lello Imóveis, Roseli Hernadez, a segurança tem sido um fator importante na hora da escolha. “As pessoas estão cada vez mais preocupadas com a segurança porque é dentro de casa que elas deixam seus bens mais preciosos, ou seja, a família e os filhos”.

“Essa procura faz com que as pessoas não se importem em pagar mais para morar em um local seguro”, afirma o superintendente da Polar Imóveis, Gian Michel. “As pessoas às vezes abrem mão de algumas vantagens, para poder ter um lugar mais seguro”.

De acordo com a gerente, entre as pessoas que procuram um imóvel para alugar ou comprar, pensando exclusivamente em segurança, 70% procuram apartamentos.

Segurança

Michel explica que uma solução para quem não quer abrir mão do maior espaço oferecido pelas casas, mas é fã da segurança encontrada nos apartamentos, é o condomínio fechado. “Alguns são simples, com preços similares aos das casas que não estão em condomínios. A principal diferença é que quem opta por um imóvel em um conjunto residencial precisa pagar uma taxa de condomínio todos os meses e isso pode pesar no bolso”.

“As casas em condomínio estão em alta. Além de não serem mais caras, elas oferecem o espaço e conforto de uma casa, com a segurança de um apartamento. É o que quase todo mundo procura”, garante Roseli.

“Outros imóveis muito procurados são as casas em vila. Ali os moradores contratam um segurança, colocam um portão e um observa a casa do outro, o que garante maior segurança”, explica.

Compartilhe