Bolsa

Ibovespa sobe mais de 2% e supera os 80 mil pontos com investidores de olho no petróleo; dólar vai a R$ 5,39

Índice acelera ganhos com disparada do petróleo de até 30% e bom humor externo, enquanto dólar destoa e segue movimento de alta

arrow_forwardMais sobre
petróleo plataforma índices preços queda baixa óleo
(Getty Images)
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Após começar a quarta-feira (22) com apenas leves ganhos, o Ibovespa ganhou força ainda no fim da manhã e superou os 80 mil pontos puxado pelo bom humor externo e a disparada do petróleo de até 30% após a derrocada dos últimos dias.

O barril do petróleo tipo brent em Londres chegou a recuar para US$ 16, no menor nível em quase 21 anos, em meio ao excesso de oferta que levou futuros WTI da commodity abaixo de zero pela 1ª vez na história na última segunda-feira, enquanto o petróleo WTI para junho chegou a US$ 11.

“Nesta semana os investidores percebem que mesmo que a situação da pandemia melhore a curto prazo, os impactos sobre a economia crescem a uma velocidade alarmante. Sem nenhuma demanda por dois meses, os preços da energia desabam enquanto os estoques do petróleo disparam”, disse Jim Paulsen, estrategista-chefe da Leuthold Group à CNBC.

Aprenda a investir na bolsa

O movimento, porém, foi revertido, com o barril do WTI chegando a saltar 30%. Com a disparada da commodity, os índices da bolsa americana sobem cerca de 2% nesta sessão e ajudam no ânimo na B3 também.

​Nesta manhã, o presidente Donald Trump afirmou que instruiu a Marinha dos Estados Unidos a “abater e destruir todos e quaisquer barcos de guerra iranianos se hostilizarem os navios americanos ao mar”. Jim Cramer, da CNBC, destacou que a declaração pode ter contribuído para a alta do petróleo após as fortes perdas, já que os vendedores a descoberto cobriram suas posições.

Às 12h15 (horário de Brasília), o Ibovespa registrava alta de 2,43%, aos 80.888 pontos, enquanto o dólar comercial sobe 1,56%, cotado a R$ 5,3907 na compra e R$ 5,3921 na venda. O dólar futuro para maio avança 1,41%, para R$ 5,396.

Mais cedo, o índice futuro chegou a cair mais de 1% com investidores absorvendo o movimento dos ADRs na véspera, quando o índice Brazil Titans 20 caiu 3,3% enquanto a B3 estava fechada por conta do feriado nacional.

Já no mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2022 cai 13 pontos-base a 3,19%, enquanto o DI para janeiro de 2023 recua 17 pontos, a 4,19%. O contrato para janeiro de 2025 tem queda de 13 pontos-base a 5,83%.

Na segunda-feira, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou após o fechamento da bolsa que o país está longe do momento de perda da potência da política monetária, quando movimentos como o desaperto quantitativo se fazem mais necessário.

PUBLICIDADE

Segundo ele, é importante que o BC tenha às mãos os mais diversos instrumentos para garantir liquidez nos mercados, ainda que não precise usar todos.

No exterior, as bolsas europeias abriram em alta e os futuros de Nova York avançam. Após dois dias de pregões no vermelho, provocados pelo sell-off do petróleo, as bolsas de valores voltam a atenção para os resultados corporativos. Na Ásia, os mercados fecharam com pequenos avanços, com a exceção de Tóquio.

O Senado dos Estados Unidos aprovou na terça-feira um pacote de US$ 484 bilhões em socorro às pequenas e médias empresas. Segundo a CNBC, o presidente Donald Trump sancionará o pacote até amanhã.

O número de pessoas atingidas pelo coronavírus nos EUA continua a crescer e ultrapassou 820 mil na manhã de hoje, segundo dados da Universidade Johns Hopkins. O número de mortos pela doença nos EUA superou 43 mil. No mundo, foram confirmados até agora 2,5 milhões de casos da Covid-19, com 176 mil mortes.

Agenda econômica

Em meio à pandemia da covid-19, a arrecadação das receitas federais no Brasil registrou queda de 3,32% em março, totalizando R$ 109,718 bilhões.

A comparação é com o mesmo mês de 2019, descontada a inflação. Esse é o menor valor para o mês desde março de 2010, quando foram recolhidos R$ 105,717 bilhões. As informações foram divulgadas hoje (22) pela Receita Federal, em Brasília.

As receitas administradas pela Receita Federal, como impostos e contribuições federais, chegaram a R$ 107,390 bilhões, resultando em queda real (descontada a inflação) de 3,67%.

Já o Banco Central oferta até 10 mil contratos de swap cambial para rolagem, das 11h30 às 11h40. O BC também divulga fluxo cambial semanal às 14h30.

Noticiário político

PUBLICIDADE

Um plano gradual de reabertura da economia de São Paulo deve ser anunciado nesta quarta pelo governo do Estado, com implementação a partir de 11 de maio. Quando a quarentena foi prorrogada, na semana passada, o comitê de gestão da crise da covid-19 passou a se debruçar sobre um plano para estabelecer quais setores e quais regiões do Estado de São Paulo poderão voltar a funcionar gradativamente.

Doria disse ao jornal Folha de S. Paulo que só dará detalhes sobre o plano em 8 de maio. “Vamos seguir os passos da ciência”, disse. Questionado sobre o voto dado em Bolsonaro em 2018, Doria mostrou-se arrependido: “Não tinha a perspectiva de ter um presidente que pudesse vir a ter comportamentos tão irresponsáveis, tão condenáveis”.

O mundo político já está de olho na eleição para a presidência da Câmara dos Deputados. Segundo o Estadão, nos bastidores, o presidente Jair Bolsonaro se movimenta para impulsionar a campanha do deputado Marcos Pereira (SP) nessa disputa, marcada para fevereiro de 2021.

Ainda no radar, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a abertura de inquérito sobre as manifestações realizadas em 19 de abril, domingo passado, a favor de um golpe militar no Brasil, informam os jornais Folha de S. Paulo e O Globo.

O presidente Jair Bolsonaro, que esteve em uma delas em Brasília (DF), não é investigado, mas pode se tornar alvo se houver indício de que ajudou na organização dos atos, que também aconteceram em São Paulo e no Rio de janeiro.

Segundo Moraes, o ato do dia 19 “revela-se gravíssimo, pois atentatório do Estado Democrático de Direito brasileiro e suas instituições republicanas”. Vale notar que o pedido para que as investigações fossem abertas foi feito na segunda-feira pelo procurador-geral da República, Augusto Aras.

Noticiário corporativo

O Conselho de administração da Eneva decidiu encerrar as tratativas em torno da Proposta para fusão com a AES Tietê – mesmo a tendo mantido em vigor desde 1º de março de forma inalterada, inclusive diante dos impactos no mercado financeiro e de capitais decorrentes do COVID-19, segundo comunicado.

A Eneva diz que “operação não deveria seguir, nesse momento, em meio a um provável embate acerca dos direitos dos acionistas titulares de ações preferenciais da AES Tietê e os interesses do
acionista controlador daquela companhia.

PUBLICIDADE

A AES Tietê informou ontem à CVM que “não tem conhecimento” do conteúdo de uma matéria publicada no site da revista Exame, a qual afirmou que a matriz da empresa, nos Estados Unidos, planeja comprar a participação do BNDES na companhia brasileira. O BNDES possui atualmente 28,41% de participação acionária na AES Tietê, um valor correspondente a R$ 1,8 bilhão, segundo informações do banco estatal.

Atenção para as mudanças em Conselhos de Administração. Michael Klein deixará a presidência do conselho de administração da Via Varejo (VVAR3), informou a companhia na noite de segunda.

O ressegurador IRB Brasil Re (IRBR3) também anunciou mudanças. A partir da renúncia de executivos indicados por acionistas da companhia como Bradesco e Itaú Unibanco, selecionou, com o auxílio da consultoria Korn Ferry, novos membros que incluem a ex-S&P Regina Nunes, além de especialistas nas áreas de seguros, contabilidade e governança corporativa.

Já a Energisa postergou R$ 500 milhões em investimentos previstos para 2020. A Anima comunicou ontem que realizará as suas assembleias gerais ordinária e extraordinária, no dia 29 de abril, apenas por meio digital. Será a primeira empresa no Brasil a usar o recurso, sem assembleias físicas, por causa da epidemia do Covid-19.

Como se tornar um trader consistente? Aprenda em um curso gratuito os set-ups do Giba, analista técnico da XP, para operar na Bolsa de Valores!