Fechamento

Ibovespa sobe 2,15% e fecha no maior patamar desde 6 de março; dólar tem 9ª queda em 11 pregões

Mercado registra fortes ganhos e retorna a níveis pré-coronavírus

ações alta índices bolsa stock mercado
(Shutterstock)
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O Ibovespa fechou em forte alta nesta quarta-feira (3) acompanhando mais uma vez o otimismo lá fora, provocado pelos sinais de que os Estados Unidos estão próximos de uma reação econômica depois dos impactos do coronavírus. No cenário doméstico, o alívio nas tensões institucionais entre os Três Poderes ajuda os investidores a terem maior apetite por risco.

Por aqui, a produção industrial despencou 18,8% em abril na comparação com março, mostrou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Apesar de ser a queda mais acentuada da série histórica do indicador, iniciada em 2002, a retração foi menor que a esperada pelos economistas do mercado, que projetavam uma contração de 28,3% de acordo com o consenso Bloomberg.

Já na comparação anual, a retração de abril foi de 27,2%, menos que a mediana das projeções, que era de um recuo de 36,1%. Em março, a queda da produção industrial havia sido de 3,8% sobre o mesmo mês do ano passado.

Aprenda a investir na bolsa

O Ibovespa subiu 2,15% a 93.002 pontos com volume financeiro negociado de R$ 39,258 bilhões. Com a alta, o índice atingiu seu maior patamar de fechamento desde o dia 6 de março, quando terminou a sessão cotado em 97.996 pontos.

Já o dólar futuro para julho opera em queda de 2,11% a R$ 5,102 no after-market. O dólar comercial, por sua vez, caiu 2,38%, a R$ 5,0832 na compra e R$ 5,0862 na venda. Foi a nona queda em 11 pregões. É o menor patamar para um encerramento desde o último dia 26 de março, quando encerrou o pregão em R$ 4,9957.

O câmbio refletiu o anúncio de emissão de títulos de 5 e 10 anos em dólar pelo Tesouro Nacional. Segundo informações do Broadcast, foram US$ 1,25 bilhão captados com títulos de dívida externa com vencimento de 5 anos (Global 2025) e US$ 2,25 bilhões com títulos de 10 anos (Global 2030), enquanto a demanda foi de US$ 18 bilhões.

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2022 caiu três pontos-base a 3,02%, DI para janeiro de 2023 teve queda de dois pontos-base a 4,04% e o DI para janeiro de 2025 recuou quatro pontos-base a 5,68%.

Nos EUA, seguem os protestos antirracistas por conta da morte de George Floyd, um homem negro, desarmado, pela polícia de Minneapolis. Entretanto, o impacto das manifestações no mercado é bastante limitado.

Na terça-feira, as forças de segurança intensificaram os esforços para tentar conter os protestos, incluindo a adoção de toque de recolher em diversas cidades.

PUBLICIDADE

Entre os indicadores americanos, o Relatório de Emprego ADP mostrou que os EUA perderam 2,76 milhões de vagas de empregos em maio, mostrou o Relatório de Empregos no Setor Privado ADP. A expectativa mediana dos economistas compilada no consenso Bloomberg era de uma perda de 9 milhões de vagas na iniciativa privada no período.

Política

No noticiário político, também sinais de alívio. A Folha de S. Paulo destaca que o governo faz mudança de estratégia em relação ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Após atacar Moraes por ter impedido a posse de Alexandre Ramagem no comando da PF e por ter determinado operação policial contra seus apoiadores, Bolsonaro participou nesta terça-feira da posse do ministro do STF como membro titular do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Moraes também fez um gesto em direção ao Executivo e classificou como amigos os generais que compõem a Esplanada dos Ministérios; o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, fez uma visita à residência de Moraes em São Paulo no fim da tarde de segunda- feira.

A conversa, segundo interlocutores dos ministros não citados pela Folha, foi amistosa, e Azevedo procurou botar panos quentes na disputa entre os Poderes. Também foi interpretado como bandeira branca o fato de Bolsonaro e ao menos cinco ministros terem participado da posse de Moraes.

Porém, alguns eventos devem ser monitorados. A convocação de atos pró-democracia ganha força e pode elevar a tensão política em Brasília. Novos protestos estão sendo convocados para o próximo domingo, dia 7.

O presidente Jair Bolsonaro pediu ontem a seus apoiadores que não compareçam às ruas no próximo domingo. “Estão marcando domingo um movimento, né? Deixa sozinho domingo. Eu não coordeno nada, não sou dono de grupo, não participo de nada, eu só vou prestigiar vocês que estão me apoiando, fazem um movimento limpo, decente, pela democracia, pela lei e pela ordem. Eu apenas compareço. Não conheço praticamente ninguém desses grupos. Eu acho que, já que marcaram para domingo, deixa eles domingo lá”, disse, ao deixar o Palácio da Alvorada, em Brasília.

As manifestações ocorrem no momento em que a pandemia do coronavírus avança no país. O número de pessoas oficialmente contagiadas chegou a 555.383 e o de mortes, a 31.199.

Panorama corporativo

PUBLICIDADE

A valorização do dólar contribuiu para que a Braskem registrasse um prejuízo líquido de R$ 3,649 bilhões no primeiro trimestre do ano, ante lucro de R$ 928 milhões nos primeiros três meses de 2020.

Na mesma base de comparação, a receita líquida com produtos teve um leve queda de 3%, para R$ 12,625 bilhões. O Ebitda recorrente ficou em R$ 1,313 bilhão, recuo de 22%. O resultado, segundo a companhia, foi motivada pelos menores spreads cobrados no mercado internacional.

Maiores altas

AtivoVariação %Valor (R$)
IRBR324.1860510.68
CYRE316.4835221.2
GOLL416.4791517.6
AZUL411.880618.74
HGTX39.2318515.5

Maiores baixas

AtivoVariação %Valor (R$)
JBSS3-5.4562120.62
BRKM5-4.0163428.2
BEEF3-3.7267112.4
BRFS3-3.6402622.5
MRFG3-2.8417812.65

Já a Multiplan anunciou a reabertura de mais de um de seus estabelecimentos. A partir desta quarta-feira, será retomada a operação do Jundiaí Shopping, em Jundiaí (SP).

O estabelecimento havia sido fechado em março na esteira das medidas de isolamento social adotadas para conter o avanço do coronavírus. Agora, irá operar em horário de funcionamento restrito, das 14h às 20h.

Na área industrial, a fabricante de máquinas Romi passou a oferecer aos clientes a opção de aluguel de equipamentos, como tornos e injetoras de plástico. Segundo reportagem do jornal “Valor Econômico”, a decisão faz parte das medidas para conter os efeitos da retração da economia causada pela pandemia do coronavírus.

O Segredo das Tesourarias: aprenda como lucrar da mesma forma que os bancos em um curso gratuito do analista e matemático Su Chong Wei

(Com Bloomberg)