Fechamento

Ibovespa se descola de Wall Street e fecha em alta de 0,7% em meio a aprovação de vacina na Europa; dólar sobe a R$ 5,16

Mercado registrou ganhos em uma sessão de baixo volume se recuperando da forte queda no pregão anterior

mercado bolsa índices alta ações gráfico
(Getty)

SÃO PAULO – O Ibovespa fechou em alta nesta terça-feira (22) e se descolou das bolsas americanas, que encerraram o dia com leves perdas no que analistas atribuem a um movimento de realização de ganhos. No ano, os índices Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq avançam respectivamente 5%, 14% e 43,7% mesmo após a desvalorização de hoje.

Por aqui, o dia foi caracterizado por Petrobras (PETR3; PETR4) e Vale ([ativo=VALE3) em direções contrárias. A petroleira viu suas ações subirem 1%, enquanto a mineradora teve baixa a sessão inteira, mas acabou terminando o dia estável graças à força compradora no leilão de fechamento.

Bancos, por sua vez, foram destaques de alta. Itaú Unibanco ([ativo=ITUB4]) subiu 0,5%, Bradesco (BBDC3; BBDC4) teve alta de 2% e Banco do Brasil (BBAS3) registrou valorização de 1,3%. Juntos, os papéis dessas três instituições financeiras respondem por 16% da carteira teórica do principal benchmark da B3.

No radar macroeconômico, causou alguma volatilidade o anúncio do governador de São Paulo, João Doria, de proibição de funcionamento de comércio não essencial entre os dias 25 e 27 de dezembro e 1 a 3 de janeiro. O Ibovespa chegou a zerar ganhos depois da notícia, mas pouco tempo depois retornou ao lado positivo.

Lá fora, as bolsas europeias fecharam em expressivas altas após a Comissão Europeia autorizar o uso condicional da vacina produzida pelas farmacêuticas Pfizer e BioNTech.

Com isso, o Ibovespa teve alta de 0,7%, aos 116.636 pontos e um reduzido volume de R$ 22,76 bilhões. Na véspera, o índice tinha caído 1,9% por conta dos temores em tornos da nova cepa de coronavírus que se disseminou pelo Reino Unido.

Ao mesmo tempo, o dólar comercial registrou valorização de 0,76% a R$ 5,1609 na compra e a R$ 5,1619 na venda. O dólar futuro com vencimento em janeiro de 2021 registrava alta de 0,77%, a R$ 5,156 no after-market.

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2022 caiu sete pontos-base a 2,89%, o DI para janeiro de 2023 teve queda de 11 pontos-base a 4,30%, o DI para janeiro de 2025 recuou oito pontos-base a 5,86% e o DI para janeiro de 2027 registrou variação negativa de seis pontos-base a 6,66%.

Por aqui, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), prometeu que o nome do seu candidato à sucessão será anunciado antes do recesso parlamentar. Os partidos da oposição que apoiam o avanço de Maia se posicionaram contra projetos liberais como o que garante a autonomia do Banco Central e as privatizações.

PUBLICIDADE

Entre os indicadores, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo Base 15 (IPCA-15), cresceu a 1,06% em dezembro, acima da alta de 0,81% registrada em novembro, revelou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Pesquisa da Reuters com economistas estimava alta de 1,18% para o período.

Na política, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos) foi preso na manhã desta terça, em operação conjunta do Ministério Público do Rio de Janeiro e da Polícia Civil.

Enquanto isso, na área fiscal, o Ministério da Economia prepara um projeto para permitir a cobrança de uma taxa sobre a valorização de imóveis declarados no Imposto de Renda. O objetivo é elevar as receitas públicas. Atualmente, é cobrada uma taxa sobre a valorização do bem no momento da venda.

Por fim, nos EUA os investidores também repercutiram, mas de maneira limitada a divulgação da terceira estimativa do Produto Interno Bruto (PIB) no terceiro trimestre. A economia americana cresceu 33,4% no período, acima da mediana das expectativas dos economistas compilada pela Reuters, que apontava para expansão de 33,1% no indicador.

As bolsas em Wall Street não se animaram muito com a aprovação pelo Congresso de um novo pacote de estímulos, de US$ 892 bilhões, além do Orçamento que se estende até o final de 2021 e que ficou em US$ 1,4 trilhão.

O governo dos EUA  também aprovou uma lei garantindo seus gastos por uma semana, referentes ao período que deve levar até que a legislação orçamentária chegue à mesa do presidente Donald Trump.

Covid no Brasil

O consórcio de veículos de imprensa que sistematiza dados sobre Covid coletados por secretarias estaduais de Saúde no Brasil divulgou, às 20h de segunda, o avanço da pandemia em 24h no país.

A média móvel de mortes em um período de 7 dias foi de 769, alta de 25% frente o patamar registrado 14 dias antes. Apenas em 24 horas encerradas às 20h de segunda foram 769 mortes.

PUBLICIDADE

A média móvel de casos confirmados em 7 dias foi de 47.830, alta de 17% frente o patamar de 14 dias antes. Apenas em 24 horas encerradas às 20h de segunda foram 26.871 novos casos.

Em um mês houve aumento de 54% no número de casos positivos no estado de São Paulo. O número de mortes por Covid aumentou 34%. Na segunda, o governador João Doria (PSDB) afirmou que a reunião do Centro de Contingência marcada para esta terça poderá definir novas ações visando conter a propagação do vírus. Isso pode incluir medidas mais restritivas de funcionamento de estabelecimentos.

Atualmente, a classificação das regiões no estado no Plano São Paulo é de fase amarela, a terceira mais restritiva em termos de funcionamento de negócios e mobilidade da população. A classificação é definida a partir de indicadores como propagação do vírus e capacidade de UTIs.

Mas, segundo o jornal Folha de São Paulo, os índices referentes ao dia 17 já indicavam que o estado deveria ser classificado em fase laranja, a segunda mais restritiva.

Segundo dados apresentados pelo governo na segunda, foram diagnosticados na última semana 7.191 novos casos, patamar semelhante ao de junho, julho e agosto. Há quatro semanas o registro de novos casos fora de 4.666.

De acordo com o jornal paulista, a principal preocupação da equipe do Centro de Contingência é a perspectiva de aumento de casos e hospitalizações após as festas de fim de ano, quando pessoas devem se reunir com família e amigos.

Em todo o estado, a taxa de ocupação de leitos de UTI era de 61,8% na segunda. Na Grande São Paulo, é de 66,8%. A região já chegou a ter apenas 41% dos leitos ocupados.

Na segunda, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou a certificação de boas práticas para a fábrica da Sinovac para a vacina Coronavac. A certificação foi concedida após inspeção de reguladores após viagem à China entre 30 de novembro e 4 de dezembro.

PUBLICIDADE

O certificado tem validade de dois anos e é pré-requisito para o processo de registro da vacina ou pedido de autorização para uso emergencial no Brasil.

O Instituto Butantan anunciou que foi concluída a terceira fase de testes do imunizante, e que os resultados serão encaminhados para a Anvisa.

Também sobre a vacinação, o portal UOL publica nesta terça reportagem informando que o governo federal nomeou um agente da Abin (Agência Brasileira de Inteligência), Myron Moraes Pires, para comandar a CGCIS (Coordenação-Geral do Complexo Industrial da Saúde), um dos órgãos do Ministério da Saúde diretamente responsáveis por negociar a compra de vacinas e outros insumos utilizados no combate à Covid.

A nomeação foi publicada em 10 de agosto no Diário Oficial da União, e assinada pelo ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello. Três fontes cujo nome não foi divulgado teriam relatado ao UOL que a nomeação do agente, sem formação técnica para o cargo estratégico, teria gerado um “clima de terror” entre os funcionários.

Política e economia

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos) foi preso na manhã desta terça, em operação conjunta do Ministério Público do Rio de Janeiro e da Polícia Civil.

A ação que levou à prisão de Crivella faz parte da Operação Hades, que investiga um suposto QG da propina na Prefeitura. Foram presos também, o empresário Rafael Alves e o delegado Fernando Moraes. O ex-senador Eduardo Lopes (Republicanos-RJ) também é alvo da ação, mas não foi encontrado.

No campo fiscal, o Ministério da Economia prepara um projeto para permitir a cobrança de uma taxa sobre a valorização de imóveis declarados no Imposto de Renda. O objetivo é elevar as receitas públicas. Atualmente, é cobrada uma taxa sobre a valorização do bem no momento da venda.

A ideia do ministro da Economia Paulo Guedes é permitir a possibilidade de atualizar o valor do imóvel no Imposto de Renda, e cobrar uma taxa de entre 4% e 5% sobre o valor do aumento. Ainda não há cálculos sobre o valor potencial a ser captado pelo governo.

Até o momento, Guedes não conseguiu aprovar nenhuma etapa de seus planos para a reforma tributária. Na segunda, o atual presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que pretende anunciar o nome do candidato de seu grupo à presidência antes do recesso parlamentar.

Segundo o presidente, que reuniu-se com partidos que o apoiam, “até a quarta-feira” deve haver um “encaminhamento dado”, que mantenha o grupo unido. “Ainda esta semana certamente nós teremos as definições necessárias”, afirmou o presidente.

Partidos da oposição que apoiam o grupo de Maia (DEM-RJ) na disputa por sua sucessão posicionaram-se na segunda contra pautas como a autonomia do Banco Central e privatizações de estatais, além de defenderem temas como a prorrogação do auxílio emergencial.

Em “Manifesto das Oposições para as Eleições da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados”, PCdoB, PDT, PSB e PT afirmaram que a eleição do próximo presidente da Câmara, em fevereiro de 2021, ocorrerá em meio a uma “profunda” crise política, econômica e de saúde pública e afirmam ter a responsabilidade de combater políticas “antidemocráticas, neoliberais, antinacionais”.

“Queremos derrotar (o presidente Jair) Bolsonaro e sua pretensão de controlar o Congresso, um presidente criminoso, cujo afastamento é imperioso para que o Brasil possa recuperar-se da devastação em curso, e também queremos, neste momento, expressar nossa posição e defesa de temas relevantes que merecem a atenção e responsabilidade do Congresso Nacional”, diz o manifesto.

Radar corporativo

A Ambev informou na segunda que aprovou o pagamento de dividendos no valor de R$ 0,0767 por ação. O pagamento ocorrerá em 28 de janeiro de 2021. Segundo a empresa, o valor será deduzido do resultado acumulado de 2020.

O grupo de saúde Dasa informou na segunda-feira que avalia fazer uma oferta de ações com esforços restritos, visando a captar recursos para pagar por aquisições recentes. No começo do mês, a Dasa anunciou a compra do grupo hospitalar Leforte por R$ 1,77 bilhão, fortalecendo sua entrada no setor de hospitais.

Maiores altas

AtivoVariação %Valor (R$)
PRIO35.441759.68
SUZB34.5273557.72
BEEF34.1095910.64
JBSS33.5729724.06
KLBN113.4939825.77

Maiores baixas

AtivoVariação %Valor (R$)
CVCB3-6.3195118.53
EMBR3-3.981268.2
AZUL4-3.3698635.27
HGTX3-3.216717.15
GOLL4-3.1315223.2

A PetroRio informou na segunda que assinou acordo com a Prisma Capital para converter financiamento de US$ 100 milhões em linha de longo prazo. Parte dos recursos deverá ser usada para aquisição do FPSO (sigla inglês para Unidade Flutuante de Produção, Armazenamento e Transferência) OSX-3 e do campo de Tubarão Martelo.

Enquanto isso, o Bradesco BBI divulgou sua avaliação sobre o mercado de minério de ferro. O banco destaca que os preços do minério estão atualmente em US$ 177 por tonelada, o maior nível desde 2011, em meio a alta da demanda, baixa oferta e margens altas para fabricantes de aço.

O Bradesco afirma, no entanto, que o recente deslizamento na mina Córrego do Feijão, da Vale, que não está em operação, leva a preocupações de investidores quanto à capacidade da empresa de aumentar sua produção em 2021, já que isso depende de licenças emitidas pelo governo de Minas Gerais.

Quer migrar para uma das profissões mais bem remuneradas do país e ter a chance de trabalhar na rede da XP Inc.? Clique aqui e assista à série gratuita Carreira no Mercado Financeiro!