Pré-mercado

Ibovespa futuro acompanha exterior e opera em baixa; dólar e juros sobem, enquanto commodities recuam

Temor sobre a inflação reforça sentimento de aversão ao risco entre investidores

Por  Mitchel Diniz -

O Ibovespa futuro começa a semana em queda, acompanhando os principais índices de ações no exterior. A semana está mais curta, em função do feriado da sexta-feira, porém repleta de dados de inflação. Nesta madrugada, saíram os números da China e os mais aguardados, agora, são os índices nos Estados Unidos, previstos para os próximos dias.

Às 9h17 (horário de Brasília), o Ibovespa futuro para abril recuava 0,57%, aos 117.670 pontos. O dia promete ser desafiador para a Bolsa brasileira, com as commodities operando em forte baixa. As restrições à mobilidade em território chinês, com o avanço da Covid-19 no país, renova a perspectiva de demanda mais fraca e de novos gargalos nas cadeias de suprimento.

Em Londres, o barril do petróleo Brent cai 4,43%, a US$ 98,31 e o WTI recua 4,61%, a US$ 93,73. O minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve queda de 4,56%, a 868,5 iuanes, o equivalente a US$ 136,35. Logo, ações de petrolíferas, mineradoras e siderúrgicas, que tem grande peso na Bolsa brasileira, tendem a ser penalizadas hoje por esse movimento.

Os juros futuros abriram com tendência de queda, mas longo inverteram sinal e voltam a subir com forte: DIF23, +12 pp, a 13,06%; DIF25,+0,15 pp, a 11,96%; DIF27, +0,12pp, a 11,68%; e DIF29, +0,10 pp, a 11,75%.

Os índices futuros nos Estados Unidos recuam com a alta de juros pelo Federal Reserve no radar. Os investidores aguardam o índice de preços ao consumidor para março, que sai na terça-feira, e o índice de preços ao produtor na quarta.

No último fim de semana, a presidente do Federal Reserve de Cleveland, Loretta Meester, disse ao programa “Face the Nation” da CBS que ela ainda acredita que o BC americano pode controlar a inflação sem causar grandes danos à economia.

Meester também acrescentou que os bloqueios do Covid na China aumentaram os problemas da cadeia de suprimentos que estão contribuindo para a inflação nos EUA. Hoje estão previstos os discursos do presidente do Federal Reserve de Atlanta, Raphael Bostic, e de Charles Evans, presidente do Fed de Chicago.

O Dow Jones Futuro recuava 0,35%, enquanto o S&P 500 Futuro e Nasdaq Futuro recuavam, respectivamente, 0,63% e 1,01%.

Na Europa, as bolsas também operam em baixa, em sua maioria. A exceção é o índice CAC 40, da Bolsa de Paris, que sobe 0,52%. após o resultado do primeiro turno das eleições presidenciais. O atual presidente Emmanuel Macron vai disputar o segundo turno com a candidata da extrema-direita, Marine Le Pen. Na primeira etapa da votação, Macron ganhou a maioria dos votos, porém com uma diferença apertada em relação a Le Pen. O segundo turno das eleições francesas ocorrerá em 24 de abril. O índice pan-europeu Stoxx 600, que reúne empresas de 17 países europeus, cai 0,52%.

Os mercados asiáticos fecharam no vermelho, com os investidores reagindo aos dados de inflação da China para março e monitorando a situação da Covid-19 no país.

O índice de Xangai caiu 2,61%, para cerca de 3.167,13, enquanto o índice Hang Seng de Hong Kong fechou em queda de 3,03%, em 21.208,30.

A inflação ao produtor da China para março foi maior do que o esperado. O índice de preços ao produtor subiu 8,3% em comparação com um ano atrás, acima das expectativas de um aumento de 7,9% em uma pesquisa da Reuters.

Análise técnica por Pamela Semezatto, analista de investimentos e especialista em day trader da Clear Corretora

Ibovespa

“Depois do inicio da correção no dia 5, ainda não mostrou uma definição muito clara de força, nem para retomada da tendência de alta (resistência: 121.000), e nem de correção mais profunda (suporte: 115.000); um candle que mostre o rompimento da máxima ou mínima do dia 06/04 pode nos mostrar um sinal melhor.”

Dólar

“Fechou a semana passada com um candle de indecisão, indicando possibilidade de fundo, depois de um movimento esticado de queda. Acredito que se essa semana fechar acima da resistência de 4.800 podemos ter um repique mais forte. Por enquanto, seguimos na tendência de baixa.”

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe