Fechamento

Ibovespa fecha em alta de 1,39%, na frente dos índices americanos; Dólar volta a cair

Queda dos juros na China impulsiona preço das commodities e exportadoras puxam performance do índice

Por  Equipe InfoMoney -

O Ibovespa fechou em alta de 1,39% nesta sexta-feira (20), aos 108.487 pontos. O principal índice da bolsa brasileira, com isso, conseguiu fechar a semana no verde, avançando 1,45% – ao contrário das bolsas americanas, que encerraram a sétima semana consecutiva em baixa, algo não visto desde a crise de 2008.

Nos Estados Unidos, o Dow Jones e o S&P 500 fecharam próximos da estabilidade, subindo, respectivamente, 0,03% e 0,01%. A Nasdaq, por sua vez, caiu 0,30%, aos 11.354 pontos. Por lá, investidores continuam a monitorar a questão da inflação, da alta do juros e do possível baixo crescimento econômico no ano.

No Brasil, quem puxou a alta do índice foram as exportadores de commodities. Essas companhias foram impulsionados pela notícia de que a China reduziu os juros de empréstimos de longo prazo para estimular a sua economia – a notícia animou as Bolsas na Ásia, na Europa e também chegou a animar Wall Street durante parte do dia. Contudo, os índices americanos apagaram suas altas.

Com o preço do minério de ferro avançando mais de 3% na Bolsa chinesa de Dalian, os papéis de mineradoras e siderúrgicas foram destaques entre as altas por peso do Ibovespa. As ações ordinárias da Vale (VALE3) avançaram 1,77%, as da CSN (CSNA3), 4,97%, e as preferenciais da Gerdau (GGBR4), 3,41%.

As ações da Petrobras (PETR3;PETR4) também ajudaram a puxar o Ibovespa, com as ordinárias subindo 1,40% e as preferenciais, 1,93%. O preço do barril de petróleo Brent para julho avançou 0,84%, a US$ 112.98.

Entre as altas percentuais, as ações ordinárias do IRB (IRBR3) se destacaram, fechando em alta de 6,56%, com o papel se recuperando das quedas recentes.

Ecorodovias (ECOR3) e Hypera (HYPE3) vieram atrás, subindo, na sequência, 5,48% e 4,98%. A primeira companhia arrematou hoje, em leilão, sistema rodoviário que liga a cidade do Rio de Janeiro a Governador Valadares.

Na ponta oposta, as ações da Méliuz (CASH3) foram as principais quedas percentuais, caindo 5,34%. Petz (PETZ3) e Light (LIGT3) vêm na sequência, com menos 5,17% e 2,38%.

No mercado de câmbio, o dólar comercial voltou a cair, fechando em queda de 0,87%, a R$ 4,873 na compra e a R$ 4,874 na venda. A moeda brasileira se valorizou frente à americana mesmo com o DXY avançando 0,33%.

Os juros futuros no aftermarket recuam, por volta das 17h30: DIF23, -0,01 pp, a 13,28%; DIF25, -0,12 pp, a 12,12 %; DIF27, -0,11 pp, a 11,87%; e DIF29, -0,08 pp, a 11,95%.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe