Falha de segurança

Hackers devolvem parte dos US$ 190 milhões roubados da empresa cripto Nomad

Empresa norte-americana está trabalhando com casas de análise de dados e autoridades para encontrar os invasores

Por  CoinDesk -

Um dia após invadirem a empresa norte-americana de cripto com foco em “bridging” (“ponte”, em português) Nomad e roubarem US$ 190,4 milhões, os hackers responsáveis devolveram US$ 9 milhões.

De acordo com a empresa de segurança blockchain PeckShield, o montante devolvido até agora equivale a cerca de 4,75% da perda total.

O protocolo, que permite aos usuários transferirem tokens do Ethereum (ETH) para outras redes como Evmos e Moonbeam, solicitou, em um tweet publicado nesta madrugada, que hackers whitehat – que invadem sistemas para descobrir vulnerabilidades e corrigi-las – e “pesquisadores éticos” devolvam o montante.

Leia mais:
Empresa cripto Nomad sofre ataque hacker e perde quase US$ 200 milhões

“Estamos trabalhando ativamente com uma empresa líder em análise de blockchain e com as autoridades para rastrear os fundos. Todos os envolvidos estão preparados para tomar as medidas necessárias nos próximos dias”.

“Se você pegou tokens ETH/ERC-20 com a intenção de devolvê-los, agora temos um processo para você fazer isso. O custodiante de criptomoedas Anchorage Digital cuidará e protegerá os ativos devolvidos”, completou a equipe por trás da Nomad.

A maioria dos fundos devolvidos foram stablecoins, com US$ 3,78 milhões em USD Coin (USDC) e US$ 2 milhões em Tether USDT (USDT ) devolvidos por meio de vários endereços.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe