Reflexos da guerra

Guerra na Ucrânia já tem mais de 800 mil refugiados

A maioria busca proteção na vizinha Polônia. Dados foram divulgados nesta quarta (2) pela agência da ONU para refugiados (Acnur).

Por  ANSA Brasil -

(ANSA) – Mais de 800 mil pessoas já fugiram da Ucrânia desde o início da invasão promovida
pela Rússia, há uma semana.

O número foi divulgado nesta quarta-feira (2) pela agência da Organização das Nações Unidas para refugiados, a Acnur.

Ao menos 836 mil buscaram proteção em países vizinhos, sendo a maioria deles na Polônia (ontem, a ONU calculou o número de refugiados da Ucrânia em 677 mil).

Leia também:

A invasão russa começou há exatos sete dias e ocorre em meio à disputa por influência entre Moscou e as potências ocidentais.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, é contra uma eventual adesão da Ucrânia à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), aliança militar criada na Guerra Fria para combater a União Soviética.

Já os Estados Unidos e a União Europeia acusam Putin de querer derrubar o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, para instalar um governo fantoche em Kiev.

A Rússia já anexou a península ucraniana da Crimeia em 2014 e recentemente reconheceu a independência das autoproclamadas “repúblicas” de Donetsk e Lugansk.

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe