Regulação de criptomoedas

G7: criptos devem seguir mesmas regras do mercado financeiro tradicional

Ministros das Finanças querem ver maior estabilidade financeira e padronização de mecanismos de combate à lavagem de dinheiro

Por  CoinDesk -

Os criptoativos devem ser mantidos segundo os mesmos padrões que o resto do sistema financeiro, afirmou o agrupamento de ministros das finanças das sete maiores economias desenvolvidas do mundo nesta sexta-feira (20).

Um comunicado divulgado pelo G7 pediu regras mais duras para combater a lavagem de dinheiro e divulgar reservas de projetos de criptomoedas, após o colapso da stablecoin TerraUSD (UST) na semana passada.

“O G7 continua comprometido com altos padrões regulatórios para stablecoins globais, seguindo o princípio de mesma atividade, mesmo risco, mesma regulamentação”, afirmou a nota.

  • Assista: Trader ex-JPMorgan condena Ethereum e dispara: “Pode não se recuperar da próxima queda de 90%”

A declaração confirma uma notícia veiculada ontem pela agência Reuters de que o Conselho de Estabilidade Financeira (FSB) foi acionado para acelerar o trabalho de regulação do setor cripto após o choque da UST no mercado.

O G& também pediu a implementação da regra de viagem da Força-Tarefa de Ação Financeira (GAFI), uma cláusula controversa contra a lavagem de dinheiro que jurisdições como a União Europeia estão atualmente considerando, além da “divulgação de dados e relatórios regulatórios mais contundentes, por exemplo, no que diz respeito aos ativos de reserva que sustentam as stablecoins.”

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe