5 assuntos

Futuros dos EUA caem na volta do feriado; dados da China, inflação na Europa, petróleo em alta e mais assuntos do mercado hoje

Sessão é de avanço para a commodity após notícia de que a União Europeia chegou a acordo sobre embargo de petróleo russo

Por  Equipe InfoMoney -

Na volta do feriado, os índices futuros de Nova York operam em queda na manhã desta terça-feira (31), último dia do mês; na véspera, o mercado de ações dos EUA não abriu na segunda-feira devido ao Memorial Day.

Os investidores aguardam mais lucros trimestrais corporativos durante uma semana encurtada pelo feriado. Espera-se que Salesforce, HP e Victoria’s Secret divulguem lucros na terça-feira após abertura dos mercados.

Já as bolsas europeias operam majoritariamente em queda, com exceção do FTSE, depois que uma leitura mais alta da inflação alemã reacendeu as preocupações sobre o ritmo de aperto monetário dos bancos centrais.

As bolsas asiáticas, por sua vez, têm desempenho misto com dados da atividade fabril na China e a notícia de relaxamento das restrições.

Os preços do petróleo sobem na sessão de hoje (31), depois que os líderes da União Europeia concordaram em proibir a maior parte do petróleo russo até o final de 2022.

Por aqui, o Ministério de Minas e Energia (MME) formalizou, na noite de segunda-feira (30), ao Ministério da Economia, o pedido de inclusão da Petrobras na carteira do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI).

Em indicadores, sai o índice de desemprego medido pela PNAD Contínua de abril, com consenso Refinitiv de taxa de 11%.

Confira mais destaques:

1. Bolsas Mundiais

Estados Unidos

Os índices futuros dos EUA operam em baixa nesta terça-feira (31), após o salto da semana passada em Wall Street.

O Dow fechou em alta de 6,2% na semana passada, encerrando uma sequência de oito semanas de derrotas. O S&P 500 ganhou 6,5% e o Nasdaq ganhou 6,8% na semana, terminando positivo após sete semanas contínuas de perdas. Lucros sólidos do setor de varejo, bem como um relatório de inflação que mostrou que os preços podem estar diminuindo, elevaram o sentimento dos investidores.

Veja o desempenho dos mercados futuros:

  • Dow Jones Futuro (EUA), -0,64%
  • S&P 500 Futuro (EUA), -0,67%
  • Nasdaq Futuro (EUA), -0,35%

Ásia

Os mercados asiáticos fecharam mistos nesta terça-feira (31), com investidores reagindo à divulgação dos dados oficiais da atividade fabril chinesa para maio.

O Índice de Gerentes de Compras de manufatura oficial da China para maio ficou em 49,6, uma melhora em relação à leitura de abril de 47,4, mas ainda abaixo da marca de 50 pontos que separa crescimento de contração.

  • Shanghai SE (China), +1,19%
  • Nikkei (Japão), -0,33%
  • Hang Seng Index (Hong Kong), +1,38%
  • Kospi (Coreia do Sul), +0,61%

Europa

Os mercados europeus operam sem direção única na manhã desta terça-feira (31), com investidores observando dados de inflação.

Dados recentes na segunda-feira mostraram que a inflação alemã harmonizada com a UE chegou a 8,7% em maio, superando significativamente as expectativas de analistas de 8,0% em uma pesquisa da Reuters e marcando uma forte inclinação em relação aos 7,8% vistos em abril.

A inflação francesa também superou as expectativas em maio para um recorde de 5,8%, ante 5,4% em abril, mostraram dados preliminares nesta terça-feira.

  • FTSE 100 (Reino Unido), +0,22%
  • DAX (Alemanha), -0,76%
  • CAC 40 (França), -0,83%
  • FTSE MIB (Itália), -0,72%

Commodities

Os preços do petróleo disparam depois que líderes da União Europeia concordaram em proibir a maioria das importações de petróleo da Rússia.

Segundo o presidente do Conselho da UE, Charles Michel, o acordo permite um embargo a “mais de 2/3 das importações de petróleo da Rússia, cortando assim um grande recurso com o qual Moscou financia a sua máquina de guerra”. “Pressão máxima para a Rússia acabar com a guerra”, escreveu ele no Twitter. O novo pacote de sanções também prevê a exclusão do sistema swift do Sberbank, principal instituição de crédito da Rússia, e punições contra três outras emissoras estatais e pessoas responsáveis por crimes de guerra.

  • Petróleo WTI, +3,27%, a US$ 118,84 o barril
  • Petróleo Brent, +1,53%, a US$ 123,53 o barril
  • Minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve alta de 2,06%, a 892,50 iuanes, o equivalente a US$ 134,06

Bitcoin

  • Bitcoin, +3,19% a US$ 31.571,83 (em relação à cotação de 24 horas atrás)

2. Agenda

No Brasil, sai o índice de desemprego medido pela PNAD Contínua.

Na Europa, sai o índice de preços ao consumidor referente à Zona do Euro e amanhã a inflação ao produtor no bloco econômico.

Brasil

9h: PNAD contínua de abril, com projeção do consenso Refinitiv de taxa de desemprego de 11%

9h: Assembleia de servidores do BC para debater continuidade da greve

9h30: Resultado primário do setor público consolidado

10h: Paulo Guedes se reúne com secretário Especial do Tesouro e Orçamento, Esteves Colnago

12h: Guedes tem reunião com o secretário Especial do Programa de Parcerias de Investimentos, Bruno Westin

14h: Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central, participa de audiência pública na Comissão de Defesa do Consumidor (CDC) da Câmara dos Deputados

EUA

9h30: PMI Chicago

11h: Confiança consumidor

3. Subsídio a combustíveis

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), afirmou na noite de ontem (30) que o Congresso voltará a pressionar o governo para a criação de um subsídio temporário que ajude a minimizar o impacto do aumento de combustíveis no país.

Pacheco define relator da proposta de ICMS de combustíveis

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), definiu o senador Fernando Bezerra (MDB-PE) como relator do Projeto de Lei Complementar (PLP) 18/2022. O projeto limita a aplicação de alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre bens e serviços relacionados a combustíveis, gás natural, energia elétrica, comunicações e transporte coletivo. A proposta teve origem na Câmara, onde foi aprovada no final de maio.

Pacheco anunciou sua decisão após uma reunião com secretários de Fazenda, no fim da tarde desta segunda-feira (30). O encontro serviu como primeiro contato entre senadores e secretários – este último grupo preocupado com a queda na arrecadação que o projeto pode trazer. Outro projeto que chega ao Senado é o PLP 211/2021, que estabelece limite para a tributação dos bens essenciais, especialmente energia, petróleo, telecomunicações e gás.

Bezerra terá sua primeira reunião com os secretários nesta terça.

Lira volta a defender privatização da Petrobras

O presidente da Câmara, Arthur Lira, voltou a defender a privatização da Petrobras, mas admitiu ver dificuldades na aprovação de um texto com apoio de pelo menos 308 deputados. O parlamentar apresentou como alternativa de curto prazo o avanço de projeto de lei que exija maioria simples, para permitir que o governo venda ações da Petrobras e deixe de ser o sócio majoritário da estatal.

4. Covid

Na última segunda-feira (30), o Brasil registrou 72 mortes e 26.496 casos de covid-19 em 24h, segundo informações do consórcio de veículos de imprensa, às 20h.

A média móvel de mortes por Covid em 7 dias no Brasil ficou em 120, elevação de 1% em comparação com o patamar de 14 dias antes.

A média móvel de novos casos em sete dias foi de 24.993, o que representa alta de 31% em relação ao patamar de 14 dias antes.

Chegou a 166.024.071 o número de pessoas totalmente imunizadas contra a Covid no Brasil, o equivalente a 77,28% da população.

O número de pessoas que tomaram ao menos a primeira dose de vacinas atingiu 178.436.283 pessoas, o que representa 83,06% da população.

A dose de reforço foi aplicada em 92.451.203 pessoas, ou 43,03% da população.

5. Radar Corporativo

Petrobras (PETR3;PETR4)

O Ministério de Minas e Energia (MME) formalizou, na noite desta segunda-feira (30), ao Ministério da Economia, o pedido de inclusão da Petrobras na carteira do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI).

A qualificação da Petrobras no PPI tem como objetivo dar início aos estudos para a proposição de ações necessárias à desestatização da Empresa, os quais serão produzidos por um comitê interministerial a ser instituído entre o Ministério de Minas e Energia e o Ministério da Economia.

A proposta é oportuna devido à conjuntura energética corrente, em face da situação geopolítica mundial, das discussões sobre o ritmo da transição energética e do realinhamento global dos investimentos.

Ferbasa (FESA3)

A Ferbasa (FESA3) realizará pagamento de Juros sobre Capital Próprio no valor de R$ 51,8 milhões e, de dividendos complementares no valor global de R$ 26,6 milhões, ambos programados para creditamento em 29 de junho de 2022.

Serão de R$ 0,57145806392 para cada ação ordinária e de R$ 0,62860387031 para cada ação preferencial.

Os valores brutos totais a serem creditados a título de dividendos complementares serão, respectivamente, de R$ 0,29360390187 para cada ação ordinária e R$ 0,32296429205 para cada ação preferencial.

Terão como base as posições acionárias existentes no fechamento do pregão da Bolsa de Valores de São Paulo, do dia 09/06/2022.

Getnet (GETT11)

A Getnet (GETT11) marcou para 8 de julho a assembleia geral extraordinária para votar o fechamento de capital da companhia e sua consequente saída da bolsa de valores. Também está na pauta a deslistagem da bolsa dos Estados Unidos, que será requerida junto à Securities and Exchange Commission (SEC).

(Com Estadão, Reuters e Agência Brasil)

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe