Reversão

Fundos de criptomoedas registram maior saída de recursos desde janeiro

As saídas totalizaram US$ 134 milhões; fundos de Bitcoin foram os mais afetados

Por  CoinDesk -

Os fundos de criptomoedas registraram na semana passada a maior saída de recursos desde janeiro deste ano, informou a CoinShares em relatório divulgado nesta segunda-feira (11).

Os produtos financeiros tiveram saídas líquidas de US$ 134 milhões, o que marcou a segunda pior semana do ano para fundos que gerenciam investimentos em ativos digitais, e representou uma virada acentuada após 14 dias de fortes entradas.

Os fundos relacionados ao Bitcoin (BTC) tiveram a maior parte das saídas – US$ 131,8 milhões. Produtos short de BTC, que apostam na queda da criptomoeda, tiveram US$ 2 milhões de entradas, maior valor já registrado.

A reversão ocorreu depois que o preço do Bitcoin, a maior cripto por capitalização de mercado, pulou de R$ 38 mil para US$ 48 mil em apenas duas semanas no início de abril.

Leia também:

“Acreditamos que a valorização dos preços na semana anterior pode ter levado os investidores a realizar lucros”, disse o relatório. Volumes diários de negociação mais baixos (US$ 2,3 bilhões) do que a média também sugerem que não há estresse significativo entre os investidores.

Os fundos focados no Ethereum (ETH) registraram retiradas de US$ 15,3 milhões, o que elevou as saídas totais do ano para US$ 126 milhões.

Enquanto isso, as altcoins (com exceção do Ethereum) e os fundos de múltiplos ativos permaneceram resilientes e registraram entradas de US$ 6 milhões e US$ 5 milhões, respectivamente.

Dividindo os fundos por ativos, a Solana (SOL) liderou com US$ 3,7 milhões em entradas, abaixo dos US$ 8,2 milhões da semana anterior, elevando suas entradas no ano para US$ 107 milhões.

Os fundos focados em Cardano (ADA) tiveram entradas de US$ 1 milhão, enquanto US$ 600 mil foram para produtos que gerenciam Litecoin (LTC).

As saídas foram amplas entre os provedores de fundos, e tanto produtos europeus como americanos registraram saídas, com os americanos representando 61% do total.

Os fundos administrados pela ProShares e ETC Group foram os mais atingidos, com saídas de US$ 64,5 milhões e US$ 45,8 milhões, respectivamente.

Os produtos de investimento que têm no portfólio ações relacionadas a blockchain tiveram US$ 32 milhões em entradas.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe