Temporada de balanços

Fleury (FLRY3) lucra 49,2% menos no 4T21; empresa vai distribuir R$ 225 milhões em dividendos

Os dividendos serão pagos aos acionistas em até 4 de abril de 2022

Por  Fernando Lopes -

O Fleury (FLRY3) apresentou lucro líquido de R$ 70,8 milhões no quarto trimestre de 2021 (4T21), uma queda de 49,2% em relação ao mesmo período de 2020, quando havia reportado R$ 139,5 milhões.

Apesar da queda no trimestre, o lucro líquido da empresa cresceu 36,2% no acumulado de 2021, para R$ 349,9 milhões.

Já o lucro líquido ajustado no ano totalizou R$ 374,7 milhões, representando crescimento de 37,3% frente a 2020. No 4T21, o lucro líquido ajustado foi a R$ 66,0 milhões, queda de 57,6% se comparado com os R$ 155,5 milhões do 4T20.

O Ebitda recorrente seguiu a mesma linha: queda no quarto trimestre, alta no acumulado do ano; respectivamente, menos 17,2%, para R$ 255,4 milhões, e mais 28,6%, para R$ 1,090 bilhão.

A margem Ebitda recorrente recuou 8,16 pontos percentuais, para 25,1% no 4T21, e 0,3 pp no acumulado de 2021, para 28,2%.

Leia também: 

“Vale ressaltar a forte base de comparação em relação a 4T20, que se beneficiou pontualmente de forte retomada de exames eletivo e Plano de Contingência de custos e despesas para mitigar efeitos da pandemia (‘lockdown’)”, justificou a empresa.

A receita líquida chegou a R$ 1,017 bilhão no 4T21, alta de 9,7%, com relação aos R$ 928,2 milhões do 4T20. No acumulado de 2021, alta de 30,3%, para R$ 3,873 bilhões.

A dívida bruta apresentou crescimento de 12,9% em 2021 em comparação ao ano anterior e possui um cronograma de amortização sem concentração, distribuído ao longo dos próximos seis anos, diz o comunicado do Fleury. “Em 2021, a companhia realizou a primeira emissão de debêntures de uma empresa do setor de saúde no Brasil, com metas atreladas ao desempenho ESG no valor de R$ 1,0 bilhão”, lembra.

No ano, foram realizadas amortizações de R$ 400 milhões de debêntures, R$ 387,8 milhões de notas promissórias e R$ 27 milhões referentes a outros financiamentos.

A dívida líquida em dezembro de 2021 alcançou R$ 1,4 bilhão, com aumento de 56,6% em relação ao ano anterior, após aquisições e investimentos realizados.

“O ano de 2021 foi um marco importante para o Grupo Fleury, impulsionado pelas transformações demandadas em 2020 e com uma nova estrutura de gestão para alavancar ainda mais a execução da estratégia de construção do nosso ecossistema integrado de saúde”, explicou a companhia.

Empresa distribui R$ 225 milhões em dividendos

O Conselho de Administração aprovou distribuição de R$ 225 milhões em dividendos aos acionistas, com base no lucro líquido referente ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2021, no valor por ação de R$ 0,70981285766.

Os dividendos serão pagos aos acionistas em até 4 de abril de 2022, com base na posição acionária 22 de março de 2022.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe