Fintech argentina Lemon Cash libera compra de criptomoedas com Pix

Empresa abriu operação no Brasil em março deste ano

Lucas Gabriel Marins

(iStock / Getty Images Plus)

Publicidade

A Lemon Cash, startup cripto argentina que iniciou operação no Brasil no início deste ano, passou a aceitar Pix para realizar transferências e créditos em criptomoedas.

“Incorporamos o Pix para promover maior facilidade de comunicação ao sistema financeiro. Agora, os créditos e saques em reais ou cripto entre as contas dos usuários são feitos instantaneamente, de e para qualquer conta”, disse Borja Martel Seward, cofundador da Lemon, em comunicado divulgado nesta semana.

De acordo com a empresa, que tem mais de um milhão de usuários, a nova funcionalidade permite que usuários aproveitem a melhor cotação das criptomoedas, que muda a cada instante.

Continua depois da publicidade

A plataforma também oferece para os clientes a possibilidade de fazer staking – uma forma de obter renda passiva com investimentos em criptoativos.

A opção vale para Bitcoin (BTC), Ethereum (ETH), Tether (USDT), USD Coin (USDC), DAI (DAI), Polkadot (DOT), Solana (SOL) e Cardano (ADA).

Em março, a Lemon Cash divulgou que planeja lançar um cartão pré-pago Visa no Brasil, semelhante ao oferecido na Argentina. Nenhuma data foi divulgada.

Continua depois da publicidade

O mercado de ativos digitais vive um “boom” na América Latina. Os países da região atraíram investimento recorde em 2021 e vêm chamando atenção de novas empresas, principalmente o Brasil, visto como a grande aposta das corretoras globais.

Tópicos relacionados