Financiamento automotivo: compare as condições e faça um bom negócio

Como o mercado oferece muitas opções, é preciso analisar bem e escolher qual se encaixa melhor no seu orçamento

Por  Equipe InfoMoney -

SÃO PAULO – De acordo com um levantamento realizado pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Pro Teste), quem pretende comprar um carro de maneira parcelada deve optar pelo financiamento tradicional (Crédito Direto ao Consumidor).

No entanto, como o mercado oferece centenas de opções, é preciso analisar uma boa quantidade de ofertas e escolher qual se encaixa melhor no seu bolso.

Compare antes de escolher

Nas tabelas abaixo é possível comparar o valor da parcela e a Taxa Anual Efetiva Global de Encargos (TAEG) para a compra de um veículo novo de R$ 30 mil e um usado de R$ 17 mil, nas principais instituições financeiras do País.

Automóvel novo R$ 30 mil
BancoEntrada R$24 parcelasTAEG36 parcelasTAEG
Banco do Brasil6 milR$ 1.369,5239,12%R$ 1.102,1244,28%
Bradesco6 milR$ 1.253,1628,41%R$ 929,0027,85%
HSBC6 milR$ 1.242,6026,25%R$ 909,0225,25%
Itaú6 milR$ 1.391,9240,96%R$ 1.044,2037,92%
Nossa Caixa6 milR$ 1.379,0842,38%R$ 1.105,1846,13%
Unibanco6 milR$ 1.268,0527,81%R$ 939,0227,45%
Santander Banespa6 milR$ 1.247,0026,79%R$ 914,6925,84%

Fonte: Pro Teste

Automóvel usado R$ 17 mil
BancoEntrada R$24 parcelasTAEG36 parcelasTAEG
Banco do Brasil3,6 milR$ 832,1040,87%R$ 670,2246,77%
Bradesco
HSBC3,6 milR$ 752,4428,06%R$ 552,6127,57%
Itaú3,6 milR$ 840,8941,94%R$ 630,8339,24%
Nossa Caixa3,6 milR$ 836,5746,89%R$ 673,1049,98%
Unibanco3,6 milR$ 812,7136,84%R$ 618,0837,18%
Santander Banespa3,6 milR$ 761,1229,91%R$ 560,2028,89%

Fonte: Pro Teste

Atenção a certos detalhes

Além de comparar os preços, é preciso verificar o valor das parcelas; da taxa de abertura de crédito (TAC) e como ela é cobrada (no ato ou parcelada); das despesas administrativas e de cobrança e como elas são pagas; e da taxa de juros.

Também é necessário ficar atento aos valores mínimo e máximo a serem financiados (sem contar a entrada); aos números mínimo e máximo das parcelas; ao valor da multa em caso e atraso; e à possibilidade e condições de quitação antecipada.

Por fim, a Pro Teste orienta os consumidores a verificarem quais documentos são necessários para se contratar o financiamento e se a instituição exige a contratação de outros serviços, como a regularização da documentação pelo despachante da concessionária.

Compartilhe