Feriados de tumulto para clientes BRA: defenda seus direitos, e seu bolso!

Técnica do Procon diz acreditar em dificuldades para embarque, já que as outras companhias estão com os vôos lotados

Por  Equipe InfoMoney -

SÃO PAULO – Quem comprou passagens da BRA para viajar durante os feriados da Proclamação da República e da Consciência Negra pode enfrentar dificuldades para embarcar. “Eu acredito que haverá dificuldades sim, já que nessa época as outras companhias aéreas estão com vôos lotados e dificilmente conseguirão acomodar esses passageiros”, avisa a técnica do Procon-SP, Maria Cristina Oliveira.

“Quem quer tentar viajar nestas datas deve se dirigir aos balcões da BRA nos aeroportos e pedir o endosso da passagem, mas nada é garantido. Já quem quiser desistir do passeio ou quiser comprar o bilhete em outra companhia, têm o direito de exigir um reembolso integral e imediato do valor gasto. Quem não conseguir, deve procurar, no próprio aeroporto, postos da Anac e exigir seus direitos”, garante.

Para quem não conseguir o embarque imediato ou o reembolso e, conseqüentemente, sofrer danos maiores – como a perda do dinheiro gasto em hospedagem, aluguel de carro, passeios pagos anteriormente, entre outros -, Maria Cristina garante que vale uma ação para exigir o ressarcimento de todos esses valores. “O consumidor tem o direito de receber de volta todo o prejuízo que a suspensão das atividades da BRA lhe causou. Para isso ele pode procurar o Juizado, que já tem postos nos aeroportos, ou a Fundação Procon”, orienta.

Pacotes

Para quem comprou pacotes pela PNX, empresa que negociava viagens com passagens BRA, a situação deve ser mais tranqüila. “A OceanAir afirmou que irá atender esses passageiros, portanto a situação deles deve ser mais fácil. No entanto, a empresa acomodará esses clientes em outros vôos e não disponibilizará vôos especiais para eles, o que pode gerar demora, já que a acomodação depende do número de assentos livres nas aeronaves”.

Maria Cristina explica ainda que quem comprou esses pacotes deve procurar a PNX para conseguir o endosso. “Apesar da PNX ser uma empresa do grupo BRA, ela tem uma razão social independente e responde sozinha por seus clientes. Cabe a ela garantir que o consumidor viaje na mesma data para a qual tinha comprado seu pacote. Apesar da OceanAir anunciar que dará suporte a esses clientes, eles devem procurar a agência de viagens antes de ir para o aeroporto”.

Compartilhe