Perspectivas

Feriado na B3, prévia do PIB, reta final dos balanços, dados de China e EUA: o que acompanhar nesta semana

Tudo que o investidor precisa saber antes de operar na semana

Por  Lara Rizério -

SÃO PAULO – Após uma semana bastante movimentada com uma bateria de importantes balanços e vários dados de atividade, os próximos dias serão de uma agenda mais esvaziada no Brasil. Além disso, a segunda-feira (15) será de B3 fechada por conta do feriado da Proclamação da República.

Os maiores destaques na agenda nacional ficam para a terça-feira (16). Além da divulgação do tradicional relatório Focus do Banco Central às 8h25 (horário de Brasília), com o dia de divulgação da semana sendo alterado por conta do feriado, também será conhecido o indicador mensal de atividade do Banco Central (IBC-Br) de setembro.

O Bradesco aponta que o IBC-Br, considerado uma prévia do PIB do BC, deve reforçar o arrefecimento da atividade no final do terceiro trimestre, projetando baixa de 0,7% na base mensal. O Itaú, por sua vez, tem expectativa de queda de 0,3% em relação ao mês anterior, na esteira de dados negativos da produção industrial de setembro (baixa de 0,4%), vendas no varejo (queda de 1,1%) e receita do setor de serviços (baixa de 0,6%).

Também na terça, serão divulgados dados de inflação, com maior destaque para IGP-10 de novembro que, conforme aponta o Bradesco, deve manter cenário de pressão de preços provenientes de commodities e depreciação de câmbio.

Já no plano político, todos os olhares permanecerão voltados para a Proposta de Emenda à Constituição dos Precatórios (PEC 23/21). “Após sua recente aprovação na Câmara dos Deputados, o texto deve ser aprovado também no Senado, por isso será importante acompanhar como o debate vai evoluir nos próximos dias. Por fim, mas não menos importante, as discussões sobre a desoneração da folha de pagamento também podem avançar durante a semana, depois que o presidente Jair Bolsonaro anunciou que o governo pode propor outra prorrogação da medida”, aponta o Itaú.

No plano corporativo, atenção para a reta final da temporada de resultados. Vibra Energia (VBBR3), ex-BR Distribuidora, divulga seu resultado no feriado, no final do dia.

Ânima (ANIM3), Boa Vista (BOAS3), Cruzeiro do Sul (CSED3), Eletrobras (ELET3;ELET6), Iochpe-Maxion (MYPK3), Méliuz (CASH3), Mosaico (MOSI3) e MPM Corporeos (ESPA3), entre outras, divulgam seus resultados na terça-feira. Já na quinta-feira (18), a Petz (PETZ3) precifica sua oferta de 41 milhões de ações.

Dados da China e dos EUA em destaque

Logo no início da semana, os negócios devem repercutir os números de dois gigantes asiáticos, destaca o Safra: o PIB do Japão observado no terceiro trimestre e o desempenho da indústria e do varejo na China em outubro, que serão reportados domingo à noite.

Apesar das Olimpíadas de Tóquio, o mercado prevê um encolhimento da economia japonesa, em razão do aumento dos casos de Covid-19 no período, ressaltam os analistas do banco. Em relação à China, a expectativa é de alta moderada nos dois setores da economia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Na China, além dos diversos indicadores de atividade, destacamos os resultados do setor imobiliário, importante determinante para ajustarmos a intensidade da desaceleração da economia”, avalia o Bradesco.

Também na segunda-feira, é esperado que ocorra uma conferência virtual entre os presidentes dos EUA, Joe Biden, e da China, Xi Jinping. A conversa acontece quando as tensões entre os dois países aumentam em torno de questões relacionadas a Taiwan e restrições às vendas de tecnologia dos EUA para a China. O governo Biden escalou os temas para os presidentes depois de meses de negociações sem sucesso entre oficiais.

Já na terça, serão conhecidos os números oficiais de emprego no Reino Unido, que podem influenciar os próximos passos do Banco da Inglaterra, aponta o Safra.

Nos Estados Unidos, também na terça, atenção ainda para os novos dados sobre o varejo e a indústria em outubro. Os números podem indicar o impacto da inflação sobre as vendas e da escassez de insumos sobre a produção e são importantes para o Federal Reserve avaliar a atividade norte americana nas próximas reuniões

Na quarta (17), estão previstos os índices de inflação em outubro na Zona do Euro (a prévia havia indicado alta anual de 4,1%) e no Reino Unido. Os dados do euro, segundo o Bradesco, devem mostrar uma maior pressão dos preços, puxados por energia, mas com núcleos elevados. Na sexta, por sua vez, será monitorado o desempenho do varejo no Reino Unido em outubro.

CDB com 300% do CDI? XP antecipa Black Friday com rentabilidade diferenciada para novos clientes. Clique aqui para investir agora!

 

Compartilhe