Crise de liquidez

Ethereum em staking está sendo abandonado por medo de atualização, dizem especialistas

Colapso da Terra (Luna) fez com que traders buscassem compensação pelos riscos da atualização da blockchain

Por  CoinDesk

O Staked Ethereum (stETH), token do protocolo do Lido que, em teoria, é negociado a um valor próximo do Ethereum (ETH), está sendo negociado com preço abaixo do ETH desde o colapso da rede da Terra (LUNA), em possível sinal de que a liquidez dos mercados de criptomoedas secou.

Dados mostram que o token stETH e o ETH “original” eram negociados em paridade até dia o 7 de maio, quando a stablecoin da Terra, o UST, começou a perder a indexação com o dólar. Desde então, o Staked Ethereum não conseguiu voltar ao mesmo valor do Ethereum.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

No dia 12 de maio, quando as moedas da rede Terra entraram em colapso e o UST despencou para US$ 0,07, um stETH passou a valer 0,955 ETH e, desde então, o valor só caiu. Hoje, o token é negociado com desconto de 2% a 3% em relação ao preço de mercado do Ethereum.

Em entrevista ao CoinDesk, Walter Teng, analista da Fundstrat, afirmou que essa diferença é resultado de um “frenesi de iliquidez” acarretado pela implosão do UST em um ambiente macro desafiador, após entusiastas da Terra perceberem que estavam muito expostos a risco e, em pânico, começarem a vender outras moedas.

“Agora, não tem dinheiro novo entrando nas criptomoedas”, disse Teng.

Após a derrocada do UST, “todo mundo está testando, todo mundo quer pegar o próximo rei que está nu. No caso do stETH, posições vendidas estão apostando contra o sucesso da atualização do ETH, que seria um evento de liquidez para o stETH”, ele afirmou.

Após vários atrasos, a transição do Ethereum para o mecanismo de prova de participação está programada para agosto. Se ela for adiada novamente ou não tiver sucesso, os detentores de stETH vão ficar com seus investimentos presos. Então, faz sentido que eles estejam querendo resgatar os tokens por ETH agora, dado o risco.

Crise de liquidez

Um bom indicador da escassez de liquidez no mercado de criptomoedas é a queda da capitalização geral do mercado de stablecoins — a principal fonte de liquidez para traders de criptomoedas, considerada um porto seguro da volatilidade. O cenário é impulsionado pelo pânico que tomou conta dos investidores, que tiraram dinheiro das criptomoedas em maio.

Além disso, o Federal Reserve está aumentando a taxa de juros e reduzindo seu balanço patrimonial, dificultando as condições nos mercados de dinheiro e empréstimos, enquanto os investidores vendem ativos de risco, como ações e criptomoedas, para tentar se salvar.

O Ethereum está realizando a transição da prova de trabalho, mecanismo em que mineradores rodam máquinas e usam eletricidade para validar os dados da rede, para um método de consenso no qual os validadores descobrem novos blocos na rede via staking (depósito com rendimento em contratos inteligentes).

O Lido é um aplicativo de finanças descentralizadas (DeFi) que permite que detentores de ETH depositem seus tokens para validar transações e ganhar um rendimento. Ao depositar no Lido, investidores recebem o token stETH que, em tese, deve ter paridade de preço com o ETH. Além de funcionar como um recibo que permite resgatar o ETH depositado, o stETH pode ser usado como colateral em empréstimos ou em pools de trading.

No entanot, o stETH só pode ser usado para desfazer o stake — resgatar e vender o ETH depositado — depois que a atualização do Ethereum acontecer.

O resultado disso é que os preços baixos do Staked Ethereum são consequência do “desconto de iliquidez” durante tempos turbulentos nos quais os traders valorizam investimentos que podem ser facilmente vendidos.

Dustin Teander, analista da plataforma de dados da blockchain Messari, disse que “não existem incentivos naturais neste momento para a paridade de preço voltar”. Ele acrescentou que o Lido votou para emitir novas recompensas para a pool da Curve e apoiar a paridade de preço. Isso parece ter funcionado, visto que o a diferença caiu para 2%.

Segundo dados da plataforma DeFiLlama, o Lido é crucial para o Ethereum porque tem 91% de todo o Staked Ethereum líquido em suas pools e gerencia cerca de US$ 7,8 bilhões em ETH no total.

Na quarta-feira (1º), Danny Ryan, pesquisador da Ethereum Foundation, escreveu que plataformas de derivativos de staking como o Lido apresentam riscos únicos ao Ethereum se crescerem demais e podem transformar o mercado de staking de ETH em um cartel.

No começo de maio, um relatório do Goldman Sachs declarou que o preço mais baixo do stETH logo após o colapso da Terra pode indicar que as conexões nas finanças descentralizadas aumentam o risco sistêmico.

Até o fechamento da matéria, dados do CoinGecko indicavam que o Ethereum (ETH) era negociado a US$ 1.815, ao passo que o preço do Staked Ethereum (stETH) do Lido era de US$ 1.785 – ou seja, cada stETH poderia ser vendida por apenas 0,977 ETH.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe