Exclusivo

Empresas que aceitam criptomoedas como pagamento são mais bem vistas por usuários, mostra pesquisa

Já 36,3% dos brasileiros são também mais propensos a adotar criptomoedas como forma de pagamento em suas compras diárias

Por  Rodrigo Tolotti -

Uma pesquisa realizada pela processadora de pagamento com criptomoedas CoinsPaid no Brasil, Colômbia e Argentina mostra que 41% das pessoas têm uma percepção melhor sobre um estabelecimento quando ele aceita repasses em moedas digitais.

Os brasileiros mostraram ter impressão mais positiva de negócios que aceitam criptos, com 50,5% dos entrevistados dizendo ter uma visão melhor. Na Argentina e na Colômbia, as taxas ficaram em 38,1% e 35,7%, respectivamente. A pesquisa, enviada com exclusividade ao InfoMoney, foi realizada com 1.506 pessoas nos três países.

Segundo o levantamento, 36,3% das pessoas ouvidas no Brasil são também mais propensas a adotar criptomoedas como forma de pagamento em suas compras diárias, indicando um aquecimento do setor no país.

Atualmente, El Salvador, o primeiro país a implementar o Bitcoin (BTC) como moeda de curso legal, é o líder na América Latina quando o assunto é pagamento com criptos.

Porém, outros países já estão implementando melhorias para o uso de moedas digitais em diversos estabelecimentos e setores, como na Argentina, onde os cidadãos de Buenos Aires conseguem pagar impostos com criptomoedas.

Enquanto isso, no Brasil, o Rio de Janeiro anunciou que começará a aceitar pagamento de IPTU com criptomoedas a partir de 2023. Além disso, em abril foi aprovado no Senado um Projeto de Lei para regulamentar o setor cripto, o que pode melhorar a visão sobre esses ativos no país e aumentar sua aceitação. O texto ainda precisa ser aprovado novamente na Câmara dos Deputados antes de ir para sanção presidencial.

  • Assista: Trader ex-JPMorgan condena Ethereum e dispara: “Pode não se recuperar da próxima queda de 90%”

Na pesquisa, os respondentes dos três países apontaram também como o principal fator que os influenciariam a aderir a criptomoedas como forma de pagamento a maior segurança nas transações. De acordo com a CoinsPaid, o levantamento sinaliza a importância de uma plataforma que priorize a segurança em suas operações, além do interesse da população em comprar itens do cotidiano.

“Os benefícios das compras com criptomoedas se estendem ainda para a facilidade em transacionar com outros países, rapidez no envio e recebimento de dinheiro, segurança de dados entre as partes envolvidas além da redução de taxas”, diz a empresa.

Segundo a CoinsPaid, sua plataforma não sentiu impactos da alta da inflação e dos temores do conflito entre Rússia e Ucrânia. A companhia, que entrou no mercado latino-americano em dezembro de 2021, afirma que o share de pagamentos feitos na região está crescendo em um ritmo maior do que na Europa.

A empresa possui mais de 800 clientes em todo o mundo e processou cerca de 5,6 bilhões de euros em criptomoedas, com mais de 9 milhões de transações. No primeiro trimestre deste ano, a CoinsPaid superou a marca de US$ 1 bilhão em transações por mês.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe