Balanço

Embraer tem lucro líquido ajustado de R$ 212,8 milhões no 2º tri de 2021, primeiro resultado positivo desde 2018

A receita líquida da companhia foi de R$ 5,922 bilhões no período, alta de 106,76% em base anual

Por  Equipe InfoMoney -

A Embraer (EMBR3) apresentou lucro líquido ajustado (excluindo-se impostos diferidos e itens especiais) de R$ 212,8 milhões e lucro por ação ajustado de R$ 0,29. Este é o primeiro lucro líquido ajustado trimestral da companhia relatado desde o primeiro trimestre de 2018, com impulso da recuperação da demanda por viagens após a forte queda relacionada à pandemia de Covid-19. No segundo trimestre de 2020, o prejuízo líquido ajustado tinha sido de R$ 1,071 bilhão.

A receita líquida da companhia foi de R$ 5,922 bilhões no período, alta de 106,76% em base anual, com crescimento de dois dígitos em todos os segmentos de negócio.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado somou R$ 837,6 milhões, ante R$ 624,4 milhões negativos no mesmo período do ano passado, com margem ajustada de 14,1%.

No período, a geração de caixa livre ajustado somou R$ 215,7, milhões, ante dado negativo de R$ 2,533 bilhões em igual período de 2020. A dívida líquida é de R$ 9,207 bilhões, 6,63% inferior ante o mesmo trimestre de 2020.

Por segmento, a divisão de Aviação Comercial teve receita líquida de R$ 2,035 bilhões, alta de 34,4% na base anual, enquanto a Aviação Executiva subiu 23,4% e somou R$ 1,385 bilhão.

A área de Defesa & Segurança registrou receita líquida de R$ 913 milhões, alta de 15,4% ante igual período do ano anterior. A divisão de Serviços & Suporte teve alta de 26,6% na receita, para R$ 1,573 bilhão, e o segmento Outros somou R$ 15,2 milhões, elevação de 0,2% na comparação anual.

A Embraer também divulgou suas estimativas financeiras e de entregas para 2021. Ela estima que as entregas de jatos comerciais fiquem entre 45 e 50 aeronaves e a de jatos executivos entre 90 e 95 unidades. No ano, a projeção é de receita líquida consolidada entre US$ 4 bilhões a US$ 4,5 bilhões, com margem EBIT ajustada de 3,0% a 4,0%, margem EBITDA ajustada de 8,5% a 9,5% e Fluxo de caixa livre entre US$ (150) milhões e zero, sem fusões e aquisições ou desinvestimentos.

Quer atingir de uma vez por todas a consistência na Bolsa? Assista de graça ao workshop “Os 4 Segredos do Trader Faixa Preta” com Ariane Campolim.

Compartilhe