Pesquisa inédita

Embraer (EMBR3), ITA e Fapesp investirão R$ 48 mi em Centro de Pesquisa em Engenharia

Segundo a empresa, a pesquisa inédita no Brasil reunirá representantes da comunidade científica e profissionais da indústria aeronáutica

Por  Estadão Conteúdo -

A Embraer (EMBR3), o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) anunciaram a aprovação de um investimento compartilhado de R$ 48 milhões ao longo dos próximos cinco anos em um Centro de Pesquisa em Engenharia (CPE) para a mobilidade aérea do futuro.

Segundo a empresa, a pesquisa inédita no Brasil reunirá representantes da comunidade científica e profissionais da indústria aeronáutica em atividades fundamentadas em três pilares: aviação de baixo carbono, sistemas autônomos e manufatura avançada.

A iniciativa, destaca, cria um ambiente favorável para a disseminação do conhecimento, formação de recursos humanos altamente qualificados e a produção de publicações científicas de alto impacto.

“Estamos muito entusiasmados com a aprovação do Centro de Pesquisa em Engenharia voltado à mobilidade aérea do futuro, em parceria com o ITA e a Fapesp”, comemora Luís Carlos Affonso, vice-presidente de Engenharia, Desenvolvimento Tecnológico e Estratégia Corporativa da Embraer.

Para o presidente da Fapesp, Marco Antonio Zago, a parceria oferecerá respostas para um dos grandes desafios a serem enfrentados pela pesquisa nos próximos anos: a transição para uma economia de baixo carbono associada à manufatura avançada.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe