Em junho, cesta básica fica mais barata em nove das 16 capitais pesquisadas

Segundo o Dieese, Porto Alegre apresentou a cesta mais cara, com R$ 193,90. A mais barata estava em João Pessoa (R$ 134)

Por  Equipe InfoMoney -

SÃO PAULO – Em junho, a cesta básica pesou menos no bolso do consumidor em nove das 16 capitais brasileiras analisadas pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos).

De acordo com os dados da Pesquisa Nacional da Cesta Básica, divulgados nesta terça-feira (03), a queda foi sentida em Goiânia (-0,15%), Florianópolis (-0,19%), Belo Horizonte (-1%), Rio de Janeiro (-1,14%), Aracaju (-1,43%), Fortaleza (-2,10%), Natal (-4,24%), João Pessoa (-3,68%) e Belém (-5,94%).

Já as altas ficaram com Recife (3,29%), Brasília (2,40%), São Paulo (1,36%), Vitória (1,15%), Salvador (0,99%), Curitiba (0,75%) e Porto Alegre (0,51%).

Análise anual e regional

Na comparação com junho de 2006, 11 localidades tiveram aumento nos preços dos produtos, sendo que as maiores variações ocorreram em Porto Alegre (15,19%), São Paulo (8,79%) e Vitória (8,08%).

Já em João Pessoa e Recife o custo da cesta básica diminuiu em maior porporção entre o sexto mês do ano passado e de 2007: -6,89% e -4,41%, respectivamente.

Ainda de acordo com a pesquisa, Porto Alegre apresentou a cesta mais cara do País (R$ 193,90) em junho. São Paulo veio na seqüência, com R$ 187,45. Na outra ponta, João Pessoa (R$ 134,07) respondeu pela cesta mais barata.

Comportamento dos preços

Em junho, dois produtos apresentaram alta de preço na maior parte das capitais em relação a maio: feijão (alta em 14 capitais) e leite (alta em 12 capitais).

No caso do feijão, os destaques ocorreram em Belo Horizonte (18,16%) e Brasília (16,76%). Já o leite ficou mais caro principalmente em Porto Alegre (15,53%), Curitiba (11,96%) e Florianópolis (10,08%).

Compartilhe