Acordo com CVM

Diretor de RI da Embraer faz acordo de R$ 400 mil com CVM após processo sobre anúncio com Boeing

O processo analisava suposta divulgação incompleta de informações, que teria induzido investidores a erro.

arrow_forwardMais sobre

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) informou  que o diretor de relações com investidores da Embraer (EMBR3), Nelson Krahenbuhl Salgado, aceitou um acordo para pagamento de R$ 400 mil dentro de processo aberto por indícios de irregularidades na comunicação do acordo de compra do controle da divisão comercial da fabricante brasileira de aviões pela Boeing.

O processo analisava suposta divulgação incompleta de informações, que teria induzido investidores a erro.

No início de julho do ano passado, a Embraer divulgou fato relevante sobre acerto de memorando de entendimento com a Boeing para a venda de controle de sua principal divisão e parceria na comercialização do cargueiro KC-390.

PUBLICIDADE

O documento, de acordo com a CVM, tinha informações incompletas, uma vez que não informou que a empresa a ser criada “teria um conselho de administração formado por membros indicados exclusivamente pela Boeing”.

Também não houve menção de que a Embraer indicaria um membro sem direito a voto para o conselho de administração da nova empresa e que “teria o direito de veto em relação apenas a certas matérias”. A Embraer posteriormente incluiu essas informações.

“Após negociações com o Comitê de Termo de Compromisso (CTC), o proponente (Salgado) aderiu à contraproposta apresentada pelo CTC de pagar à CVM o valor de 400 mil reais”, destaca o comunicado à CVM.

Vale ressaltar que, na semana passada, a Embraer informou que a Comissão Europeia indicou que pretende abrir investigação sobre o negócio. A investigação deve durar 5 meses, o que pode atrasar a conclusão da transação, anteriormente prevista para ser concluída ainda este ano.

Invista melhor seu dinheiro: abra uma conta gratuita na XP