Mais demissões

Crypto.com e BlockFi anunciam corte de 400 empregos em meio à crise do mercado cripto

As empresas são as mais recentes do setor a reduzir postos de trabalho, juntando-se às exchanges Gemini, Rain Financial e outras

Por  CoinDesk

A exchange de criptomoedas Crypto.com e a plataforma de empréstimos BlockFi planejam cortar pouco mais de 400 empregos, juntando-se a uma lista crescente de empresas de criptomoedas que buscam reduzir o número de funcionários.

A Crypto.com demitirá quase 5% de sua força de trabalho, ou cerca de 260 funcionários, disse o CEO Kris Marszalek em um tuíte no fim de semana.

Já a BlockFi informou em um tuíte publicado nesta segunda-feira (13) que reduziria seu número de funcionários. O CEO Zac Prince falou que “aproximadamente 20%” de sua força de trabalho irá embora, o que equivaleria a cerca de 170 pessoas.

O mercado de criptomoedas, que atingiu um valor máximo de cerca de US$ 3 trilhões em novembro, vem caindo neste ano. Nesta segunda, o setor desabou quase 13% e ficou abaixo de US$ 1 trilhão. O Bitcoin (BTC) vem perdendo valor por quase 12 semanas consecutivas, marcando uma das maiores quedas de toda a sua história.

Leia também: Queda do mercado cripto leva a onda de demissões em empresas do setor

A Crypto.com e a BlockFi se juntam a outras grandes empresas de criptomoedas que estão demitindo funcionários em meio a uma turbulenta desaceleração do mercado.

A exchange liderada pelos gêmeos Winklevoss, a Gemini, cortou cerca de 10% de sua força de trabalho. A corretora de criptomoedas do Oriente Médio Rain Financial disse que estava eliminando dezenas de empregos. A Coinbase informou que rescindiria algumas ofertas de emprego e interromperia as contratações para cortar custos. Exchanges do Brasil e de outros países da América Latina também anunciaram demissões.

“Nossa abordagem é manter o foco na execução de nosso roadmap e otimizar a lucratividade enquanto fazemos isso… Isso significa tomar decisões difíceis e necessárias para garantir um crescimento contínuo e sustentável a longo prazo, fazendo reduções direcionadas de aproximadamente 260 colaboradores, ou 5 %, de nossa força de trabalho corporativa”, disse Marszalek, da Crypto.com, em um tuíte.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe