Criptos hoje

Bitcoin salta 8% após vazamento de regulação e contém disparada de criptos anônimas; Ucrânia reforça bloqueio aos russos

Um discurso vazado da secretária do Tesouro dos EUA sobre regulação de criptos foi bem recebido pelo mercado, que já se preparava para o pior

Por  Paulo Alves, CoinDesk -

O Bitcoin (BTC) dispara 8% na manhã desta quarta-feira (9) e retoma os US$ 42 mil depois que um discurso secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, divulgado antes da hora revelou que o decreto sobre criptomoedas do presidente Joe Biden adotará um tom construtivo para a regulação da indústria de ativos digitais.

“Uma ordem executiva presidencial sobre criptomoedas ‘apoiaria a inovação responsável’, pois coordena a política dos EUA entre as agências”, disse Yellen em comunicado programado para ser divulgado hoje, mas que foi publicado na noite de ontem e tirado do ar logo em seguida.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

“Sob a ordem executiva, o Tesouro fará parceria com colegas de outras agências para produzir um relatório sobre o futuro do dinheiro e dos sistemas de pagamento”, acrescentou Yellen.

“Com base em comentários, o decreto de criptomoedas é positivo e exige uma abordagem coordenada e abrangente da política de ativos digitais que apoie a inovação responsável”, tuitou Cameron Winklevoss, da Gemini Trust.

“Aplaudo esta abordagem construtiva para a regulamentação de criptomoedas e estou ansioso para trabalhar em conjunto com as várias partes interessadas para garantir que os EUA continuem sendo líderes em criptomoedas”, acrescentou Winklevoss.

O decreto da Casa Branca atraiu forte atenção graças à especulação de que russos ricos poderiam estar usando Bitcoin e stablecoins atreladas ao dólar para contornar as sanções econômicas impostas pelo Ocidente. Analistas logo se mostraram preocupados que o governo Biden pudesse tomar uma posição dura contra o setor de criptomoedas.

As preocupações com o uso de criptomoedas para fins ilícitos persistem.

“A ordem executiva abordará riscos relacionados a finanças ilícitas, protegendo consumidores e investidores e prevenindo ameaças ao sistema financeiro e à economia em geral”, disse o comunicado agora excluído de Yellen.

  • Assista: Russos estão comprando eletrônicos, carros, Bitcoin e stablecoins para se preparar para inflação, diz brasileiro em Moscou

Mais de US$ 95 milhões em posições vendidas foram liquidadas nas últimas 12 horas com a recuperação do mercado de criptomoedas. Quase 88% dos traders que apostavam na queda registraram perdas após exchanges serem obrigadas a fechar posições alavancadas pela falta de garantias suficientes depositadas nas contas, mostram dados da ferramenta de análise Coinglass.

A notícia sobre a regulação positiva de criptos nos EUA também conteve o rali de criptos anônimas que havia começado na tarde de ontem. Com receio de uma abordagem mais dura com relação ao Bitcoin e demais criptos, americanos aparentemente correram para converter suas posses em Monero (XMR) e Zcash (ZEC), ativos que tornam ainda mais difícil a identificação dos donos das carteiras digitais.

Ainda assim, as criptomoedas acumulam alta entre 15% e 20% nas últimas 24 horas, resultado parecido com o obtido pela Terra (LUNA), que avança 19% em meio à intensa procura por produtos de renda fixa em DeFi por meio de protocolos como o Anchor, que roda na blockchain Terra e oferece perto de 20% de retornos anuais.

Na ponta negativa aparecem apenas três criptos entre as 100 com os maiores valores de mercado, entre elas a Waves (WAVES), um token criado por um ucraniano pertencente a uma empresa russa que ainda acumula alta de mais de 40% na semana.

Confira o desempenho das principais criptomoedas às 7h10:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Bitcoin (BTC)US$ 42.072,37+8,4%
Ethereum (ETH)US$ 2.756,87+7%
Binance Coin (BNB)US$ 394,47+2,5%
XRP (XRP)US$ 0,751902+3,7%
Terra (LUNA)US$ 97,21+19,3%

As criptomoedas com as maiores altas nas últimas 24 horas:

Monero (XMR)US$ 196,47+20,2%
Terra (LUNA)US$ 97,19+19,3%
Arweave (AR)US$ 36,70+19%
Ecomi (OMI)US$ 0,00424582+18,2%
Synthetix (SNX)US$ 4,55+17,7%

As criptomoedas com as maiores quedas nas últimas 24 horas:

Waves (WAVES)US$ 22,92-3,1%
Celo (CELO)US$ 2,83-1,9%
Frax Share (FXS)US$ 18,43-1,6%

Confira como fecharam os ETFs de criptomoedas no último pregão:

ETFPreçoVariação
Hashdex NCI (HASH11)R$ 34,45+0,2%
Hashdex BTCN (BITH11)R$ 46,80+1,29%
Hashdex Ethereum (ETHE11)R$ 38,50+3,82%
Hashdex DeFi (DEFI11)R$ 36,51+1,84%
QR Bitcoin (QBTC11)R$ 12,210%
QR Ether (QETH11)R$ 9,44+3,16%
QR DeFi (QDFI11)R$ 6,55+3,96%

Veja as principais notícias do mercado cripto desta quarta-feira (9):

Ucrânia reforça pedido para bloqueio de carteiras cripto russas

O vice-ministro da Ucrânia no ministério da transformação digital, Alex Bornyakov, reforçou o pedido para que empresas do setor de criptomoedas expulsem usuários russos como parte de um esforço sem precedentes para bloquear a Rússia do sistema financeiro global.

Segundo Bornyakov, as criptomoedas são apenas uma parte marginal da economia russa agora, e provavelmente não são uma ferramenta para evitar sanções, mas podem se tornar mais importantes à medida que o bloqueio econômico continuar.

“Não é a opção principal deles”, disse Bornyakov em entrevista ao CoinDesk. Ainda assim, afirmou que, “com as sanções sendo impostas, as criptomoedas terão cada vez mais popularidade”.

Um brasileiro que mora na Rússia contou ao InfoMoney CoinDesk que russos já buscam criptomoedas para se preparar para um cenário de inflação.

Nova lei nos EUA quer evitar contorno de sanções com criptomoedas

O senado dos Estados Unidos poderá analisar em breve um novo projeto de lei para dificultar o uso de criptomoedas para contornar sanções econômicas.

A senadora Elizabeth Warren, autora da matéria, disse que a lei, se aprovada, “garantirá que as criptomoedas não sejam usadas por Putin e seus comparsas para minar nossas sanções econômicas”.

De acordo com a NBC News, a proposta tornaria mais fácil verificar identidades de clientes e transferências para carteiras privadas, exigindo que as instituições financeiras mantenham registros detalhados e enviem relatórios ao Departamento do Tesouro.

O projeto, no entanto, teria poucas chances de aprovação porque o senado é controlado pelo Partido Republicano. Warren é dos Democratas.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe