Criptoativos

Bitcoin suaviza queda, ETF esgota contratos e mais assuntos que vão movimentar o mercado de criptos hoje

ETF de Bitcoin já lança mão de contratos de novembro e pode gerar disparidade maior em relação ao mercado à vista

SÃO PAULO – O Bitcoin (BTC) respira nesta manhã após correção de mais de 5% na tarde de ontem estabiliza ao redor dos US$ 63.300 hoje. Embora tenha caído momentaneamente para US$ 62 mil, o valor mínimo não chegou a ultrapassar os preços da última terça-feira (19), data de estreia do primeiro ETF da criptomoeda nos Estados Unidos.

O piso de US$ 62 mil é visto com otimismo por especialistas, que seguem enxergando possibilidade de altas mais agudas do ativo digital neste ano. Segundo analistas ouvidos pelo InfoMoney, o cenário que coloca o Bitcoin a US$ 100 mil ainda está na mesa.

Até onde vai o Bitcoin? Especialista da Levante dá aula gratuita sobre o futuro da criptomoeda. Clique aqui para assistir

Parte da empolgação vem da postura dos reguladores americanos em finalmente aceitar um produto de Bitcoin, além dos movimentos de grandes fundos em direção à criptomoeda como alternativa ao ouro para obter proteção contra a inflação.

Os números de adoção também são animadores. O ETF da ProShares que chegou à bolsa de Nova York nesta semana foi o mais rápido da história a bater US$ 1 bilhão em ativos sob gestão. A demanda é tão grande que o fundo está quase ficando sem contratos futuros para vender.

Considerando as 100 maiores criptomoedas do mercado por capitalização, o destaque do dia vai para a THORChain (RUNE), uma smartcoin que sofreu em 2021 com diversos ataques hackers, mas se recupera e registra ganhos de 20% apenas nas últimas 24 horas.

Já o Ethereum (ETH) opera em baixa de 3,5%, mas ainda acima do patamar de US$ 4.100, e a Solana (SOL) segue em disparada e avança mais 7,4%, para US$ 205.

Confira o desempenho das principais criptomoedas às 7h03:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Bitcoin (BTC)US$ 63.304-4,1%
Ethereum (ETH)US$ 4.124-3,5%
Binance Coin (BNB)US$ 495,51+0,2%
Cardano (ADA)US$ 2,19-4%
Solana (SOL)US$ 205,36+7,4%

As criptomoedas com as maiores altas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
THORChain (RUNE)US$ 10,49+20,5%
OKB (OKB)US$ 27,46+14,7%
Leo Token (LEO)US$ 3,34+7,4%
Solana (SOL)US$ 205,36+7,4%
Terra (LUNA)US$ 45,08+6,9%

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As criptomoedas com as maiores baixas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Spell Token (SPELL)US$ 0,01789282-7,2%
Bitcoin Cash ABC (BCHA)US$ 162,46-7,1%
Flow (FLOW)US$ 14,14-6,7%
Qtum (QTUM)US$ 13,14-5,3%
XDC Network (XDC)US$ 0,110593-4,4%

Confira como fecharam os ETFs de criptomoedas no último pregão:

ETFPreçoVariação
Hashdex NCI (HASH11)R$ 62,00-2,97%%
Hashdex BTCN (BITH11)R$ 85,25-4,11%
Hashdex Ethereum (ETHE11)R$ 68,90-1,43%
QR Bitcoin (QBTC11)R$ 22,20-5,13%
QR Ether (QETH11)R$ 16,90+0,72%

Veja as principais notícias do mercado cripto desta sexta-feira (22):

ETF de Bitcoin quase esgota contratos disponíveis para outubro em três dias

O Proshares Bitcoin Strategy ETF (BITO), primeiro ETF de Bitcoin dos EUA, está próximo de esgotar os contratos disponíveis para venda na bolsa de Nova York após somente três dias de negociações e uma demanda sem precedentes responsável por torná-lo o mais rápido da história a bater a marca de US$ 1 bilhão em ativos sob gestão.

Desde a estreia na terça-feira (19), o ETF da ProShares consumiu 1.900 dos 2.000 contratos futuros disponibilizados pela bolsa de derivativos de Chicago (CME) para comercialização em outubro e já lança mão de 1.400 contratos de novembro para cotistas que chegam agora.

No entanto, no atual ritmo acelerado de crescimento, o limite de 5.000 contratos para o próximo mês poderá também acabar rapidamente, o que obrigaria a ProShares a lançar mão de vencimentos ainda mais longos.

O fundo de índice não adquire Bitcoin diretamente, como acontece com o QBTC11 e o BITH11 disponíveis na B3. Em vez disso, em linha com as exigências regulatórias dos EUA, o produto rastreia o preço do Bitcoin no mercado futuro, gerando uma disparidade em relação ao valor no mercado à vista que deve aumentar se contratos mais longos começarem a ser desbloqueados.

A expectativa, no entanto, é que o fluxo seja dividido a partir de hoje com a chegada do ETF de Bitcoin da Valkyrie na Nasdaq, e do produto da VanEck na segunda-feira (25).

Caixas eletrônicos de Bitcoin chegam ao Walmart nos EUA

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Walmart abraçou as criptomoedas e anunciou a instalação de 200 caixas eletrônicos de Bitcoin em suas lojas nos Estados Unidos.

Para usar os caixas, o usuário deve inserir dinheiro para receber de volta um voucher com a chave privada para resgatar seus bitcoins na blockchain, por meio de uma carteira pessoal.

Os caixas eletrônicos têm uma sobretaxa de 11%, mas surgem como alternativa para o consumidor que deseja ter uma experiência familiar com uma tecnologia nova e ainda desconhecida da maioria.

“O Walmart expande o acesso do Bitcoin para mais pessoas e dá mais legitimidade entre os céticos”, disse à Bloomberg Sam Doctor, chefe de estratégia e pesquisa da BitOoda sobre a iniciativa.

A novidade faz parte de um projeto piloto da empresa CoinME, que planeja instalar 8 mil máquinas nos EUA – os prazos, porém, ainda não foram divulgados.

Associated Press quer criar fonte de dados em blockchain via Chainlink

A Associated Press anunciou planos para criar uma fonte de dados conectada em blockchain para alimentar softwares descentralizados.

A ideia é que as informações apuradas pela agência de notícias virem um ativo digital que possa ser acessado de maneira confiável por desenvolvedores de smart contracts (contratos inteligentes), como os tokens não-fungíveis (NFT).

De acordo com a AP, os dados publicados on-chain (na blockchain) envolverão as áreas de economia, esportes, além da cobertura das próximas eleições americanas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A solução encontrada foi a Chainlink, líder no segmento de oráculos para contratos inteligentes.

“A tecnologia Chainlink é a maneira ideal de fornecer aos desenvolvedores de contratos inteligentes em qualquer lugar do mundo acesso direto e sob demanda a dados confiáveis ”, disse em nota o diretor de blockchain e licenciamento de dados da AP, Dwayne Desaulniers.

Chicago ganha mais uma bolsa com produtos de criptomoedas

A Chicago Board Options Exchange (Cboe) anunciou que voltará a oferecer produtos com exposição a criptos após a aquisição da plataforma de negociação de criptomoedas ErisX. Em nota, a a Cboe diz que a empresa oferecera à bolsa acesso a serviços como mercado à vista, mercado futuro e uma câmara de compensação regulamentada.

“Acreditamos que a aquisição da ErisX, juntamente com a ampla participação e apoio da indústria, nos ajudará a trazer o quadro regulatório, a transparência, a infraestrutura e as soluções de dados dos mercados tradicionais para o setor de ativos digitais”, disse Ed Tilly, presidente e CEO da Cboe.

Dessa maneira, a Chicago Mercantile Exchange (CME), principal bolsa de derivativos dos EUA e que oferece futuros de Bitcoin, ganhará em breve a companhia de outra bolsa no segmento de criptomoedas.

A Cboe também pretende criar um comitê consultivo digital para a Cboe Digital, uma nova empresa que deverá surgir pela fusão com a ErisX. Atualmente, o comitê já tem presença garantida de representantes de empresas como Fidelity Digital Assets, Galaxy Digital, Interactive Brokers e Paxos.

Até onde vai o Bitcoin? Especialista da Levante dá aula gratuita sobre o futuro da criptomoeda. Clique aqui para assistir