RADAR INFOMONEY TAEE11 paga R$ 523 milhões em dividendos e JCP em dezembro e mais notícias; assista ao programa desta quinta

TAEE11 paga R$ 523 milhões em dividendos e JCP em dezembro e mais notícias; assista ao programa desta quinta

Mês promissor

Criptos hoje: Bitcoin dispara para US$ 47.000, mercado ganha US$ 200 bilhões e mais notícias

Societé Generale, da França, quer repassar títulos tokenizados em troca de US$ 20 milhões pagos em stablecoin

SÃO PAULO – O Bitcoin (BTC) abre o primeiro dia de outubro em alta e dispara para US$ 47.000 após uma semana em que não conseguia passar de US$ 44.000. Pouco antes das 8h, a criptomoeda chegou a ultrapassar brevemente a marca de US$ 48.500, a mais alta em duas semanas.

O Ethereum (ETH), que vai a US$ 3.260, e praticamente todo o resto do mercado de criptomoedas segue na mesma tendência, com apenas duas moedas em baixa e 34 ativos com alta de dois dígitos nas últimas 24 horas entre as 100 com maior capitalização. O mercado cripto agora soma US$ 2,17 trilhão de valor de mercado, em alta de cerca de US$ 206 bilhões no dia.

O momento positivo projeta uma primeira semana de recuperação no mês após o Bitcoin ter caído de US$ 52.000 no começo de setembro. Além disso, outubro é historicamente um mês de alta, o que alimenta esperanças de que a correção macro do mercado cripto pode finalmente ficar para trás, especialmente se for catalisador por uma notícia de grande repercussão.

Maiores especialistas do Brasil te ensinam a investir melhor nessa classe de ativos: conheça o curso Criptoinvestidor!

Nesta sexta-feira (1), traders e investidores negociam em cima de pelo menos três novidades positivas importantes para o setor. A Visa anunciou uma nova tecnologia de pagamentos com stablecoins que interliga blockchains, a rede social TikTok lançou uma nova coleção de tokens não-fungíveis (NFT), enquanto o banco Societé Generale, um dos maiores da França, submeteu um pedido de empréstimo via finanças descentralizadas (DeFi).

Confira o desempenho das principais criptomoedas às 7h54:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Bitcoin (BTC)US$ 47.253+12,1%
Ethereum (ETH)US$ 3.260+9,6%
Cardano (ADA)US$ 2,23+6,8%
Binance Coin (BNB)US$ 412+10,4%
XRP (XRP)US$ 1,02+8,6%

As criptomoedas com as maiores altas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
VeChain (VET)US$ 0,109797+26,5%
Qtum (QTUM)US$ 11,92+22,9%
Arweave (AR)US$ 50,43+21,5%
THORChain (RUNE)US$ 7,77+17,1%
Amp (AMP)US$ 0,051588+16,8%

As criptomoedas com as maiores baixas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
dYdX (DYDX)US$ 24,22-6,5%
Leo Token (LEO)US$ 2,88-3,9%

Confira como fecharam os ETFs de criptomoedas no último pregão:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

ETFPreçoVariação
Hashdex NCI (HASH11)R$ 43,45+6,76%
Hashdex BTCN (BITH11)R$ 57,79+7,82%
Hashdex Ethereum (ETHE11)R$ 48,91+7,12%
QR Bitcoin (QBTC11)R$ 15,25+7,62%
QR Ether (QETH11)R$ 12,00+7,43%

Veja as principais notícias do mercado cripto desta sexta-feira (1):

TikTok entra no mercado de NFT

O TikTok entrou no mundo dos NFTs. Em comunicado na quinta-feira (1), a rede social detalhou a coleção TikTok Top Moments, com artes digitais de criadores como Lil Nas X, Grimes, Bella Poarch, Rudy Willingham e Gary Vaynerchuk.

Os ativos serão disponibilizados em plataformas compatíveis com a tecnologia ImmutableX, que roda em uma segunda camada do Ethereum e pretende resolver os conhecidos problemas com altas taxas de rede que afugentam usuários. A solução oferece criação e negociação de NFT sem custos e com emissão zero de carbono, e levantou US$ 12,5 milhões em uma hora durante uma venda pública de tokens nesta semana.

Não é a primeira incursão do TikTok no mundo dos criptoativos. Em agosto, a rede social selou parceria com a plataforma Audius, que faz streaming de música via blockchain. Na época, o token AUDIO valorizou 100% em um dia.

Banco francês Societé Generale entra com pedido de empréstimo DeFi na MakerDAO

O banco Societé Generale, um dos maiores da França, entrou na quinta-feira (1) com um pedido de empréstimo de US$ 20 milhões junto à MakerDAO, uma organização autônoma descentralizada (DAO) que decide e gere um tesouro de milhões de dólares no ambiente de finanças descentralizadas (DeFi).

A solicitação, que vai a votação pela comunidade formada por detentores do token de governança MKR, oferece como garantia títulos do banco que foram tokenizados em 2020 com taxa fixa de 0%, vencimento em 2025 e classificação AAA das agências Moody’s e Fitch.

Caso seja aprovado, o empréstimo será concedido em DAI, uma stablecoin emitida pela MakerDAO que tem paridade com o dólar por meio de uma cesta de criptoativos balanceada via algoritmo – por esse motivo, ela é chamada de uma stablecoin algorítmica. Tanto a DAI quanto os tokens emitidos pelo banco são reconhecidos pela legislação francesa.

Segundo o Societé Generale, a proposta é um projeto-piloto para um caso de uso desse tipo de empréstimo, com o objetivo de “ajudar a moldar e promover um experimento sob a estrutura legal francesa”. A iniciativa vem sendo tratada como o maior movimento de adoção institucional de DeFi.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Visa cria sistema que interliga blockchains

A gigante de pagamentos Visa anunciou na quinta que sua equipe de pesquisa desenvolveu um sistema que busca interligar diferentes blockchains para facilitar o pagamento e recebimento de valores em criptomoedas, stablecoins e moedas digitais de Bancos Centrais (CBDC, na sigla em inglês).

Com o crescimento do mercado de criptoativos, em especial as stablecoins (criptomoedas que têm paridade com moedas fiduciárias, principalmente o dólar) e as CBDCs a tendência é que cada vez mais as pessoas passem a utilizar dinheiro digital quando forem consumir algum bem ou produto.

Porém, com cada uma dessas moedas digitais funcionando em uma blockchain diferente, com uma rede completamente separada da outra, surge a questão de como levar para a prática a facilidade que esses ativos querem trazer, permitindo que pessoas utilizem, por exemplo, o real digital em um estabelecimento na Europa, que por sua vez irá receber em na moeda local, em sua forma digital ou não.

Para isso, a Visa informou a criação do que eles estão chamando de Canal de Pagamento Universal (UPS, na sigla em inglês), que pretende atuar como um hub, interconectando várias blockchains e permitindo a transferência segura de moedas digitais.

“Pense nisso como um ‘adaptador universal’ entre blockchains, permitindo que bancos centrais, empresas e consumidores troquem valor perfeitamente, independentemente do formato da moeda”, diz a empresa em nota.

Clique aqui para ler mais.

Capital investido em DeFi cresce quase 1.000% em um ano

Um levantamento da plataforma DappRadar revela que o setor de finanças descentralizadas (DeFi) segue crescendo forte neste ano e apresenta números expressivos no aumento de capital investido. O valor bloqueado em protocolos DeFi cresceu 75% entre 23 de julho e 5 de setembro, atingindo US$ 195 bilhões. Já no ano, o montante chega a 936%.

Do total, US$ 121,99 bilhões (68%) estão aportados no Ethereum. A Binance Smart Chain aparece em segundo lugar, com US$ 17,8 bilhões (15,5%), com destaque para a exchange descentralizada PancakeSwap, que detém US$ 8,7 bilhões depositados em seus smart contracts. Na sequência aparece a a Polygon, que trabalha aliada ao Ethereum, com US$ 2,7 bilhões investidos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A DappRadar também compara o crescimento do setor DeFi com o do segmento de NFT (ambos rodam em contratos inteligentes, a maioria no Ethereum). Segundo os analistas, “parece que o valor no DeFi está crescendo constantemente, enquanto os NFTs foram capazes de gerar um grande fluxo de valor em agosto”.

Maiores especialistas do Brasil te ensinam a investir melhor nessa classe de ativos: conheça o curso Criptoinvestidor!