Retomada

Criptomoedas terminaram fase de desalavancagem “intensa”, diz JPMorgan

Banco também disse que vê uma melhora na demanda do varejo por criptomoedas

Por  CoinDesk -

A demanda entre os investidores de varejo do mercado cripto está melhorando e a “fase intensa” de desalavancagem parece ter terminado, disse o JPMorgan em um relatório divulgado nesta quinta-feira (21).

“A fase extrema de retrocesso observada em maio e junho, a mais intensa desde 2018, parece ter ficado para trás”, disse o banco.

Os mercados de criptomoedas se recuperaram nas últimas semanas, em parte por causa do otimismo gerado pela divulgação de uma possível data para a “Merge” (Fusão, em português) do Ethereum (ETH), importante atualização do projeto que deve começar em 19 de setembro.

A atividade na rede Ethereum se recuperou juntamente com o aumento do sentimento positivo entre os investidores, disse o JPMorgan.

O Bitcoin (BTC) e o ETH subiram 30,82% e 72,86%, respectivamente, desde meados de junho, quando registraram os menores preços deste ano.

A recuperação dos ativos digitais não é vista nos fundos de criptomoedas ou no mercado de futuros, indicando que a demanda é impulsionada por investidores de varejo, disse o JPMorgan.

As carteiras de criptomoedas pequenas, segundo o banco, “viram um aumento nos saldos de ETH ou BTC desde o final de junho às custas dos maiores detentores.”

Para reforçar que o período desalavancagem – que devastou empresas como Three Arrows Capital (3AC), Terra e Celsius – acabou, o JPMorgan também citou a recuperação do Staked Ether (stETH), token do protocolo Lido Finance que, em teoria, deveria ser negociado a um valor próximo do ETH.

Em junho por causa do colapso da stablecoin TerraUSD (UST), o stETH chegou a cair para 0,94 ETH.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe