Reação negativa

Criptomoedas do ecossistema Fantom caem até 33% após saída de desenvolvedor

Diversos tokens caíram hoje após reação de investidores a saída de Andre Cronje da Fantom

Por  CoinDesk

A saída de desenvolvedores entrou para a lista de questões fundamentais que podem levar ao sucesso ou fracasso de tokens por trás de projetos de criptomoedas.

Tokens do ecossistema da Fantom (FTM) caíram 33% nas últimas 24 horas após Andre Cronje, importante desenvolvedor, pedir demissão de projetos de finanças descentralizadas (DeFi), setor multibilionário do universo cripto que usa contratos inteligentes — e não terceiros — para serviços financeiros, como trading e empréstimos.

Os investidores começaram a reagir quando Cronje, que era consultor da Fantom Foundation desde meados de 2018, atualizou o perfil do LinkedIn para refletir sobre a sua saída da empresa, que se deu no mês passado.

Em seguida, o sócio Anton Nell confirmou a informação no Twitter.

“Andre e eu decidimos terminar esse capítulo de contribuição ao espaço de DeFi/cripto”, escreveu Nell. “Vamos dar um fim a cerca de 25 apps e serviços no dia 3 de abril de 2022″.

O FTM perdeu 30 centavos na hora seguinte, depois que o tuíte viralizou. As reações foram mistas, com alguns apoiando a saída e outros achando-a suspeita. Nas últimas 24 horas, o FTM registrou queda de até 18%, caindo para baixa semanal de US$ 1,32 nas primeiras horas do mercado asiático, antes de uma leve recuperação, alcançando US$ 1,42 até o fechamento da matéria.

O tombo contribuiu para um êxodo do valor total bloqueado (TVL, na sigla em inglês) em protocolos DeFi com base na Fantom, que despencou 20% nas últimas 24 horas. Segundo dados da DeFi Llama, o TVL da exchange descentralizada SpookySwap e da plataforma de empréstimos Scream caiu mais de 21%, enquanto o recém-lançado Solidly — que teve contribuição de Cronje — perdeu 42% em TVL.

Os tokens do ecossistema da Fantom despencaram com a queda nos preços do FTM, apesar de não haver nenhuma conexão aparente entre esses projetos e Cronje. Nas últimas 24 horas, o token BOO (Spookyswap) encolheu 16%, SPIRIT (SpiritSwap) caiu 21% e SCREAM (Scream) despencou 30%.

O token SOLID (Solidly) registrou a maior queda, com preços caindo a US$ 0,80 no domingo (6) antes de se recuperar e chegar a US$ 1,29. Segundo dados, o valor agora é 92% menor do que o pico de fevereiro: US$ 15.

Dados da ferramenta de análise CoinGecko mostram que, no geral, os projetos do ecossistema da Fantom perderam cerca de US$ 1,5 bilhão em capitalização de mercado.

Enquanto isso, alguns investidores afirmam que a saída de Cronje não significa o fim dos projetos nos quais ele trabalhou, porque o contrato inteligente subjacente ainda existe.

“A saída de Cronje é, sem dúvida, uma grande perda para o universo cripto e de DeFi, mas o desenvolvedor ajudou a fazer projetos de tal forma que conseguem operar sem ele”, afirmou Dmitry Mishunin, fundador da empresa de análise de DeFi HashEx, em conversa com o CoinDesk pelo Telegram. “Uma vez que eles foram implementados como contratos inteligentes imutáveis, não há como encerrá-los. Enquanto existir uma comunidade para executar esses projetos, eles vão sobreviver”.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e se inscrever na newsletter de criptoativos do InfoMoney.

Compartilhe