Contratar seguro para carro com GNV é de 6% a 25% mais caro que convencional

Desembolso maior depende tanto da utilização do automóvel quanto da proteção extra para o kit de combustível

Por  Equipe InfoMoney -

SÃO PAULO – O brasileiro que quiser proteger o seu carro equipado com kit de gás natural veicular (GNV) desembolsa mais na hora de contratar um seguro. Levantamento realizado com duas grandes empresas, a Porto Seguro e a Mapfre, mostrou que o desembolso extra varia de 6% a 25%, dependendo de uma série de variantes.

De acordo com Marcelo Sebastião, gerente de Auto da Porto, o preço de apólices para automóveis com esse tipo de combustão custa de 20% a 25% mais do que os convencionais. “Não que seja mais caro por ter GNV, mas normalmente têm esse kit pessoas que andam mais e que têm maior índice de sinistralidade (ocorrências que tornam necessário o pagamento da indenização)“, esclareceu.

Ocorrências x uso

Conforme Sebastião, carros que possuem esse acessório chegam a ter uma média de 35% a 40% maior de ocorrências de roubos, furtos e colisões. “Não que os veículos sejam roubados por ter um kit, mas por estarem mais vulneráveis”, explicou.

Em outras palavras, quanto mais se roda com o automóvel, mais propenso se está a ser roubado, furtado ou participar de um acidente – o que, por sua vez, faz com que se cobre mais pela proteção.

“Quem tem esse kit normalmente o faz para economizar combustível porque gasta mais e, então, compensa pagar pela conversão”, adicionou. A adequação do automóvel para ser compatível com GNV sai, em média, por R$ 3 mil.

Proteção extra

Já de acordo com Maurício Galian, diretor executivo da Mapfre, na seguradora, não é o preço da apólice em si que sai por um preço maior, mas, sim, a proteção extra do próprio kit. “Um determinado carro, sendo movido à gasolina ou a gás, vai custar, por exemplo, R$ 1 mil de qualquer maneira”, afirmou.

Dessa maneira, quando quer proteger também o equipamento de combustão a GNV, a proteção encarece de 6% a 8%. “O risco de sinistralidade já é precificado de acordo com quem contrata”, adicionou.

Na seguradora, dentre os carros com o dispositivo, de 80% a 90% possuem o seguro para kit GNV. Mas, dentre a frota segurada, cerca de 1% corresponde a automóveis com essa característica.

Compartilhe