Conta de telefone ficará mais cara a partir desta segunda-feira

Os reajustes variam de acordo com as concessionárias e valem para todas as ligações, incluindo as feitas para celulares

Por  Equipe InfoMoney -

SÃO PAULO – A partir desta segunda-feira (1), as contas de telefone ficarão mais caras em todo o País, já que o reajuste definido pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) no dia 17 de julho passará a valer.

Para os serviços locais, o reajuste será linear para todos os itens da cesta (assinatura e minuto). Já para o reajuste de Longa Distância Nacional (LDN) e Longa Distância Internacional (LDI), as concessionárias poderão aplicar o excursor, desde que o reajuste não ultrapasse o índice estabelecido pela Anatel.

Confira os valores

No caso da Embratel, o reajuste concedido foi negativo, o que fará com que as tarifas fiquem menores. Por outro lado, a Sercomtel e a Telefônica terão os maiores reajustes. Confira na tabela a seguir:

Reajustes autorizados por empresa
ConcessionáriaReajuste
Embratel-1,4811%
Telemar+1,8321%
BrasilTelecom+2,1385%
CTBCTelecom+2,1692%
Sercomtel+2,2054%
Telefônica+2,2054%

Fonte: Anatel

O valor do crédito para utilização dos Telefones de Uso Público, os “orelhões”, sofrerá reajuste de 2,16% e passará a ser de R$ 0,1185, com impostos, em todo o território nacional.

De acordo com a Anatel, os índices aprovados foram inferiores aos registrados pelos principais índices inflacionários adotados no País: o IST registrou 2,91%; o IPCA, 3,18%; e o INPC, 3,57%.

Reajuste fixo-móvel

A partir desta segunda-feira (1), as chamadas envolvendo telefones fixos e móveis também serão reajustadas, sendo que os índices também variam de empresa para empresa.

Reajustes autorizados por empresa
ConcessionáriaReajuste
Telemar+2,87800%
BrTelecom+3,28987%
Telefônica+3,28987%
CTBCTelecom+3,34313%
Sercomtel+3,40578%

Fonte: Anatel

Compartilhe