Prejuízo

Consumidores perderam mais de US$ 1 bi em fraudes com criptomoedas desde janeiro de 2021

Análise da Comissão Federal de Comércio dos EUA mostra que o valor médio perdido por consumidor foi de US$ 2.600

Por  CoinDesk -

Os consumidores relataram que perderam mais de US$ 1 bilhão em fraudes vinculadas a criptomoedas de janeiro de 2021 a março deste ano, de acordo com análise da Federal Trade Commission (FTC, a Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos) divulgada nesta sexta-feira (3).

O valor médio perdido foi de US$ 2.600, disse o regulador dos EUA, citando 46.000 pessoas que relataram ter sido fraudadas. As três principais criptomoedas que os consumidores usaram para pagar “golpistas” foram Bitcoin (BTC), Tether (USDT) e Ethereum (ETH).

“As criptomoedas estão rapidamente se tornando o pagamento preferido de muitos golpistas”, disse a FTC, observando que cerca de um em cada quatro dólares perdidos por fraude envolve criptoativos.

A maioria dos scams envolve esquemas de investimento falsos, golpes românticos e fraudes de representação de negócios/governo.

Pessoa com idades entre 20 e 49 anos foram três vezes mais propensos a perder dinheiro em uma fraude do que aqueles em grupos etários mais velhos.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe