Compra coletiva: portal promete vantagens para consumidores

Sócio do Compra3 afirma que os clientes devem conseguir comprar com desconto entre 20% e 25%

Por  Equipe InfoMoney -

SÃO PAULO – Começa a funcionar nesta segunda-feira (26) um portal de compras coletivas, que negocia vantagens para os consumidores. “Quando algumas pessoas que pretendem comprar a mesma coisa se unem e vão a uma loja, o poder de barganha é muito maior. Essa é a proposta do Compra3, reunir pessoas de todo o Brasil, que tenham um objetivo de compra em comum, e conseguir – em razão do elevado número de clientes – vantagens bastante significativas no ponto de venda”, afirma o sócio e diretor de marketing do portal, André Luiz Monteiro.

Baseado em simulações, Monteiro afirma que o consumidor deverá conseguir comprar com 20% e 25% de desconto. “Claro que o valor depende do setor e até da marca do produto afinal. Algumas marcas têm preço tabelado no mundo todo. Nos casos em que não for possível melhorar o valor, o grupo certamente conseguirá um financiamento mais vantajoso ou o frete grátis. Sempre haverá vantagens em comprar em conjunto”, conta.

Compra3

O site funciona da seguinte forma: o cliente se cadastra e passa a integrar grupos de interesse – um televisor, um celular, uma viagem e até um carro, por exemplo. Quando já houver um número significativo de pessoas, o site então negocia com as empresas parceiras para conseguir boas condições. Em seguida os clientes são informados dos benefícios e recebem um código para comprar virtualmente com as vantagens conquistadas.

“As compras só poderão ser feitas on-line porque nossa intenção é que pessoas de todo o Brasil consigam participar. Então, para que um paulista e um baiano consigam comprar na mesma loja, a única forma é pela internet. Mas já estamos pensando, em um segundo momento, em criar lojas reais do Compra3!”, conta.

Monteiro explica, ainda, que o site não faz nenhuma transação financeira. “Nós somos apenas negociadores, apenas buscamos vantagens – tanto para os consumidores que conseguem descontos e melhores formas de comprar, quanto para os lojistas que tem a garantia de que venderão determinado número de produtos. Portanto, não nos responsabilizamos pelos negócios, mas fechamos parcerias apenas com empresas conhecidas, seguras e íntegras, que possuem selo do e-bit e boa reputação”.

Entre as parcerias, Monteiro cita FastShop, Fnac, CompraFácil e CVC Viagens

Serviço gratuito

O sócio garante que o serviço é gratuito ao cliente e que a verba que mantém o negócio vem das lojas. “Recebemos comissão das lojas, já que apresentamos um grupo grande de consumidores de uma única vez”, explica.

Como meta, o site espera realizar 80 mil negócios em seu primeiro ano e gerar aproximadamente R$ 50 milhões em negócios para as lojas conveniadas.

Compartilhe