STOCK PICKING

Como os gestores de fundos identificam as ações mais promissoras da bolsa

Entenda as técnicas quantitativas e qualitativas utilizadas por esses profissionais para avaliar empresas com potencial de valorização

Mão segura um celular e consulta um gráfico em frente a um painel de movimentação de ações em Bolsa - mercado fracionário
(scyther5/Getty Images)
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Por que comprar uma ação em vez de outra? Como escolher uma boa empresa para investir em seus papéis? Você sabe como os gestores de grandes fundos de ações decidem onde vão alocar o dinheiro de seus cotistas?

Os fundos de ações são uma opção de investimento em conjunto, que reúnem recursos de vários investidores para que sejam aplicados ao mesmo tempo por gestores profissionais.

O objetivo desses fundos, quando adotam uma estratégia de gestão ativa, é construir uma carteira de ações que performe melhor do que o benchmark do mercado.

Mas qual é a técnica que os gestores desses fundos usam para conseguir encontrar essas oportunidades?

Conhecido como Stock Picking, o processo de seleção das ações que irão compor uma carteira de ativos passa por uma combinação de diversas estratégias de análise das empresas e do cenário econômico atual.

Thiago Salomão, analista de ações, fundador e apresentador do Stock Pickers, explica que, para conseguir identificar os melhores negócios da bolsa, esses gestores buscam conhecer de perto as empresas listadas para só depois identificar quais delas têm as maiores chances de crescer no futuro.

“Estamos falando em avaliar as empresas, e não só as suas ações. Isso vai levar em consideração as margens de lucro, as taxas de endividamento da empresa, ver em qual setor ela está inserida, como essa empresa está em relação aos seus concorrentes e vários outros aspectos”, explica.

Se você tem interesse em saber mais sobre o processo de Stock Picking e entender o caminho para se tornar um especialista em ações, inscreva-se na série gratuita “Stock Picking: A Habilidade Mais Valiosa do Mercado”.

Em 4 episódios gratuitos, você irá aprender o passo a passo para se tornar um investidor de nível profissional ou iniciar uma carreira no mercado financeiro.

Mas se engana quem pensa que o processo de análise é baseado apenas nos números dessas empresas.

“Esse é o lado mais quantitativo da história. Mas você não pode deixar de olhar também o lado qualitativo, ou seja, quem são as pessoas que estão por trás dessa empresa, quem são os conselheiros, diretores, a quanto tempo estão lá e qual é o interesse deles. Isso tudo é fundamental para encontrar bons negócios”, afirma Salomão.

Além dos gestores de fundos, muitos investidores conhecidos também já fizeram fortunas com o Stock Picking. Warren Buffet, por exemplo, começou com muito pouco e, hoje, é considerado o maior investidor de todos os tempos, além de estar na lista dos homens mais ricos do mundo há vários anos.

Como o próprio Buffet já declarou em várias entrevistas, o que realmente fez a diferença em sua vida foi sua capacidade de multiplicar o dinheiro que poupava ao escolher as melhores oportunidades de investimento, e mirar sempre o longo prazo.

“Dominar essa estratégia nada mais é do que entender que o mercado de ações não é um lugar para ganhar dinheiro apenas no curto prazo, mas um ambiente para se construir algo grande com o passar do tempo”, explica Salomão. “Quanto mais no longo prazo você olha, mais interessante fica”.

Ainda dá tempo de investir em ações?

Apenas em 2020, o mercado de ações já mostrou grandes oscilações. O Ibovespa, que no início do ano rondava sua máxima histórica, sofreu uma queda acumulada de mais de 35%, com as incertezas sobre os impactos do coronavírus causando circuit breakers em diversos pregões.

Contudo, o tempo passou, o ânimo dos investidores voltou a crescer e o índice Ibovespa também tornou a operar acima da marca de 100 mil pontos. Quem investiu quando o mercado estava em baixa, hoje, comemora. Quem ficou de fora se pergunta: ainda dá tempo de investir em ações?

“Gosto de dizer que têm momentos bons para se ter ações e têm momentos ainda melhores. Quando a bolsa cai muito, essas oportunidades ficam mais evidentes, mas o mercado de ações ainda continua oferecendo uma grande oportunidade, principalmente para quem olha para o longo prazo”, afirma Salomão.

Segundo o analista, a tendência é que a bolsa brasileira siga atraindo mais investimentos nos próximos anos, já que a taxa de juros do país deve continuar em níveis historicamente baixos.

“Só para imaginar, antes, a taxa de juros brasileira dificilmente ficou abaixo de 7% e, hoje, ela está na faixa de 2%, podendo ficar assim por muito tempo. Isso naturalmente fará com que o investidor busque por mais ativos de risco e que o empreendedor se arrisque mais a empreender também. Isso pode por si só já deve estimular bastante o mercado de capitais”, explica Salomão.

“Temos um horizonte muito promissor para investimentos em ações, principalmente para quem busca usar o Stock Picking para escolher onde investir.”

Se você tem interesse em elevar o nível dos seus investimentos e se tornar um especialista em Stock Picking, clique aqui e garanta já seu acesso gratuito à série “Stock Picking: A Habilidade Mais Valiosa do Mercado”.