Conteúdo editorial apoiado por
IM Trader

Cielo (CIEL3): ações podem ter tido movimento final de realização, diz análise técnica

Para que a ação volte para a tendência de alta, é necessário que a resistência de R$ 5,45 seja superada, apontam analistas

Rodrigo Petry

Publicidade

As ações da Cielo (CIEL3) somam alta de 3,5% em fevereiro e impressionantes 134% em 12 meses. No entanto, em 2023, os papéis acumulam recuo de 0,9%, por volta das 10h30, do pregão desta sexta-feira (10), cotados a R$ 5,20.

Os analistas técnicos do Itaú BBA Fábio Perina, Lucas Piza e Igor Caixeta, em relatório, destacam que a “CIEL3 colocou fim ao movimento de realização, após segurar no suporte de R$ 4,81.”

“Para que a ação volte para a tendência de alta, é necessário que a resistência de R$ 5,45 seja superada. Se isso acontecer, o ativo ganhará ponto de compra com objetivo inicial em R$ 6,10“, acrescentaram.

Pelo lado de baixa, eles reforçam que os suportes para CIEL3 encontram-se em R$ 4,81, R$ 4,69 e R$ 4,42.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Gráfico de análise técnica: CIEL3

Fonte: Relatório de análise técnica do Itaú BBA

Para o analista técnico da Top Gain, Matheus Lima, no curto prazo, a tendência atual de alta já se enfraquece, “mas não desconfigura a direção do mercado para cima”.

Segundo ele, as resistências mais fortes para se preocupar, após o possível rompimento dos topos anteriores, são R$ 7,90 e R$ 10.

Ações Cielo: médio prazo

Analisando o médio prazo, Lima destaca que o início da movimentação de alta, de 2022, aconteceu após “uma deriva que foi rompida exatamente no final de 2021, revertendo a forte queda, para uma tendência incrível de alta, que fez com que ela se tornasse um dos principais destaques de alta do ano passado.”

Agora, conforme o gráfico abaixo, a ação forma algo parecido com uma bandeira de alta, que ainda está por ser rompida, respeitando o R$ 4,10, como suporte mais próximo e o R$ 5,90 como resistência a ser rompida, para o acionamento do padrão.

Fonte: ProfitChart. Análise técnica CIEL3 elaborada por Matheus Lima. 

Cielo: longo prazo

No longo prazo, após a consolidação, entre 2014 e 2017, tendo o preço de R$ 15,15 como principal suporte – e respeitado até o R$ 14,08 e com principal resistência em R$ 23,11 –, as ações da empresa entraram em forte tendência de baixa, parando após deixar um fundo em R$ 1,86 de 2018 até 2021.

Fonte: ProfitChart. Análise técnica CIEL3 longo prazo elaborada por Matheus Lima.

Leia também:

O que é análise técnica?

Também chamada de análise gráfica, é uma forma de prever os movimentos das ações utilizando-se do histórico delas por meio do gráfico.

A análise se tornou popular com o jornalista Charles Dow, fundador do Wall Street Journal, que também empresta seu nome ao mais tradicional índice acionário dos Estados Unidos, o Dow Jones.

Suporte e resistência

Os suportes são regiões de preço que costumam atrair compradores sempre que a ação atinge aquele patamar. Ou seja, o papel sobe após atingir aquela cotação.

As resistências, ao contrário, são regiões de preços que costumam atrair vendas. Ou seja, a ação geralmente cai após bater naquela cotação.

Uma regra importante na análise técnica é a da bipolaridade, que significa que o suporte, quando rompido se torna uma resistência e a resistência, quando superada, torna-se um suporte.