Reação aos boicotes

China: cidade planeja fundo de resgate a incorporadoras ante boicote a hipotecas

Fundo será estabelecido em conjunto pelo gestor de fundos Henan Asset Management e pela incorporadora Zhengzhou Real Estate Group

Por  Estadão Conteúdo -

A cidade de Zhengzhou, na China, planeja criar um fundo de resgate para incorporadoras, num momento em que um crescente número de mutuários aderem a um boicote nacional ao pagamento de hipotecas de moradias não concluídas.

O fundo será estabelecido em conjunto pelo gestor de fundos Henan Asset Management e pela incorporadora Zhengzhou Real Estate Group, segundo comunicado divulgado pelo gestor.

No começo da semana, o regulador bancário chinês prometeu incentivar bancos do país a fornecerem crédito a incorporadoras para completarem projetos residenciais não concluídos.

Na ocasião, o regulador também prometeu trabalhar com governos locais e outras entidades para garantir a entrega de moradias, após mutuários de várias províncias ameaçarem interromper o pagamento de hipotecas referentes a imóveis não concluídos.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe