Análise da XP

Cade tende a rejeitar fusão entre Localiza e Unidas, diz jornal: qual o impacto para as ações?

Segundo a XP, a notícia do Valor é negativa para as companhias, mas ressalta não ver as ações precificando hoje os benefícios da materialização da fusão

Locamerica Unidas locadora de carros
(divulgação)

SÃO PAULO – De acordo com informações do jornal Valor Econômico, a fusão entre as locadoras de veículos Localiza (RENT3) e Unidas (LCAM3) tem grandes chances de ser rejeitada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

A tendência recente era pela aprovação (considerando o mercado com baixa barreira de entradas). No entanto, o Cade estaria vendo maiores riscos à competitividade do setor após analisar mais a fundo acordos de exclusividade com empresas do setor (como por exemplo o da Unidas com a Enterprise).

Segundo a publicação, as equipes do Cade responsáveis pela análise da fusão, anunciada em setembro do ano passado, não estão conseguindo encontrar “remédios” que possibilitem a aprovação do negócio.

A notícia foi divulgada perto do fechamento do pregão da última terça-feira (17). Na véspera, os ativos RENT3 fecharam em baixa de 2,67%, a R$ 54,60, enquanto os papéis LCAM3 tiveram perdas de 2,95%, a R$ 24,32, em uma sessão em que o Ibovespa teve perdas de 1,07%.

De acordo com análise da XP, a notícia é negativa para Localiza e Unidas por sugerir menor chance de aprovação da proposta de fusão.

Porém, os analistas lembram que essa não é a primeira vez que é noticiado na mídia sugestões de não-aprovação da proposta. Eles ressaltam que, desde o início do processo, diversas notícias seguiram tom negativo quanto à aprovação.

Além disso, apontam que, atualmente, não veem as ações precificando os benefícios da materialização da fusão (RENT3 tem alta de 5%, LCAM3 sobe 15%, enquanto o Ibovespa tem alta de 22% desde a proposta de fusão, em setembro de 2020).

“Portanto, por fundamentos, vemos mais upside [potencial de valorização] do que downside [potencial de queda] para as ações da Localiza e da Unidas na resolução desse caso. Os analistas estimam cerca de R$ 8,2 bilhões em sinergias se a fusão for aprovada, algo ainda não precificado na visão da casa.

Leia também: Entre concentração e “dilema” no mercado de carros, o que explica as recentes estratégias das grandes locadoras

PUBLICIDADE

Os analistas reiteram visão positiva com o setor e recomendação de compra para as três empresas com as ações negociadas na Bolsa – além de Localiza e Unidas, a rival Movida (MOVI3). O preço-alvo para RENT3 é de R$ 76, para LCAM3 é de R$ 34 e para MOVI3 é de R$ 23, o que corresponde a potencial de valorização respectivo de 39%, 40% e 28% para os ativos em relação ao fechamento da sessão da última terça-feira.

Eles ainda lembram o rito do Cade, que tem até 330 dias no total para dar o seu parecer (até 6 de janeiro de 2022).” O que deve acontecer em breve é o envio de relatório do corpo técnico do órgão para o seu tribunal tomar a decisão final, sendo  a esse relatório que a notícia faz referência”, apontam.

Quer atingir de uma vez por todas a consistência na Bolsa? Assista de graça ao workshop “Os 4 Segredos do Trader Faixa Preta” com Ariane Campolim.