Fusões e aquisições

brMalls (BRML3): acionistas solicitam que proposta de fusão com a Aliansce Sonae (ALSO3) seja discutida em AGE

A carta é assinada pela Trux Investimentos, Oceana Investimentos e Miles Capital.

Por  Equipe InfoMoney -

A Aliansce Sonae (ALSO3) comunicou nesta sexta-feira (1) que recebeu cópia de uma carta escrita por três grandes acionistas da brMalls (BRML3) na qual pediram que a proposta de combinação de negócios entre as duas companhias seja discutida em Assembleia Geral Extraordinária (AGE).

A carta é assinada pela Trux Investimentos, Oceana Investimentos e Miles Capital.

No texto, esses acionistas reforçam “que a decisão a respeito da pretendida operação deve ficar a cargo dos acionistas reunidos em Assembleia Geral Extraordinária – e não da administração da BRMalls a quem cabe proceder a essa convocação”.

Os investidores pedem também que a brMalls tome todas as providências necessárias para elaborar a documentação de análise da proposta enviada pela Aliansce Sonae.

Cabe ressaltar que, na véspera, a brMalls solicitou ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) que revisasse a aquisição de participação na empresa pela Aliansce Sonae, segundo fato relevante. A Aliansce tem 8% de participação na rival.

A Aliansce Sonae busca uma combinação de negócios com a brMalls, mas teve duas ofertas rejeitadas.

Na quarta-feira, em teleconferência para apresentação de resultados, a Aliansce disse não ter pressa em resolver combinação de negócios. 

“Estamos falando de troca de ações entre empresas com um patrimônio relevante, que juntas criariam a maior [do segmento] na América Latina. Então não tem porque ser decidido logo porque está chato para as ações”, afirmou Rafael Sales, CEO da Aliansce.

Sales disse que, se a proposta de combinação de negócios for votada em assembleia, acredita que poderia haver uma “surpresa”. “Mas a gente só vai saber disso quando a proposta for colocada em votação”, complementou.

Independente da discussão da fusão, Sales afirmou que a Aliansce tem dever fiduciário de exercer influência na base de acionistas da brMalls para que a concorrente atinja bons resultados, focada no negócio e no crescimento.  E completou dizendo que vai monitorar o investimento em brMalls “com todo cuidado e fidúcia”.

“Se formos indicar conselheiros, vai ter esse perfil de gerar valor”, afirmou o CEO. A proposta de combinação de negócios com a brMalls seria levada a conselho em um momento “mais adequado” e que a hora é de trabalhar para criar consenso com acionistas da empresa. “Até porque o processo de aprovação de uma transação [como essa] é longo”, complementou.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe