5 assuntos

Futuros dos EUA e bolsa da Europa operam mistos às vésperas do Fed, indústria no Brasil e mais assuntos do mercado hoje

Investidores também monitoram dados de inflação, com preços ao produtor na zona do euro acima do esperado, além de temporada de balanços

Por  Equipe InfoMoney

Os índices futuros de Nova York e as bolsas da Europa operam entre ganhos e perdas na manhã desta terça-feira (3), com investidores monitorando as principais decisões de política monetária em todo o mundo.

Wall Street espera que as taxas de juros subam 50 pontos base na reunião do Federal Reserve desta semana. Os temores do mercado têm aumentado quanto à agressividade dos formuladores de políticas para conter a inflação.

O ponto central para os mercados continua sendo se a economia mundial pode resistir à mudança para condições monetárias mais apertadas.

Além disso, segue no radar a guerra na Ucrânia e suas implicações geopolíticas, com os líderes da UE trabalhando em um embargo de petróleo russo esta semana.

As Nações Unidas e o Comitê Internacional da Cruz Vermelha começaram na segunda-feira a evacuar civis da cidade portuária sitiada de Mariupol .

Já os mercados asiáticos caíram principalmente na terça-feira, com a Austrália subindo sua taxa de juros pela primeira vez em mais de uma década. Vários mercados estão fechados na região para feriados, incluindo China, Japão, Cingapura e Índia.

Em indicadores, no Brasil, saem dados da produção industrial (9h) e vendas de veículos. Nos EUA, dados da indústria e empregos JOLTS (ambos 11h).

No campo corporativo, destaque para os balanços de 3R Petroleum (RRRP3), Cielo (CIEL3), Isa CTEEP (TRPL4), JSL (JSLG3) e Marfrig (MRFG3), todos após o fechamento do mercado.

Confira mais destaques:

1. Bolsas Mundiais

Estados Unidos

Os índices futuros dos EUA operam estáveis, após grande reversão do mercado na sessão anterior.

Na segunda-feira, os principais índices registraram uma sessão de altos e baixos, com o Nasdaq subindo 1,63% no final do dia, após chegar a cair 1,07% no início do dia. O S&P 500 subiu 0,57% depois de atingir a mínima de 2022 no início da sessão. Enquanto isso, o Dow Jones ganhou 0,26%.

Esses movimentos ocorrem após um mês brutal em abril para as ações. Abril foi o pior mês desde março de 2020 para o Dow e o S&P 500. Foi o pior mês para o Nasdaq desde 2008.

Veja o desempenho dos mercados futuros:

  • Dow Jones Futuro (EUA), +0,03%
  • S&P 500 Futuro (EUA), +0,06%
  • Nasdaq Futuro (EUA), -0,05%

Ásia

Os mercados asiáticos fecharam no vermelho em sua maioria, com a Austrália subindo sua taxa de juros pela primeira vez em mais de uma década.

Vários mercados estão fechados na região para feriados, incluindo China, Japão, Cingapura e Índia.

  • Shanghai SE (China), fechado por feriado
  • Nikkei (Japão), fechado por feriado
  • Hang Seng Index (Hong Kong), +0,06%
  • Kospi (Coreia do Sul), -0,26%

Europa

Os mercados europeus operam mistos, enquanto os investidores aguardam as principais decisões de política monetária global.

Também estão digerindo dados econômicos fracos da China e da Alemanha e um súbito “flash crash” no índice OMX 30 da Suécia. Os dados de inflação também seguem no radar dos investidores: a inflação ao produtor na Europa veio em 5,3%, acima da projeção de 5%.

  • FTSE 100 (Reino Unido), -0,27%
  • DAX (Alemanha), +0,64%
  • CAC 40 (França), +0,88%
  • FTSE MIB (Itália), +1,05%

Commodities

Os preços do petróleo recuam nesta terça-feira, apagando partes dos ganhos da sessão anterior. A União Europeia firma planos para endurecer as sanções à Rússia nesta semana, com a Alemanha dizendo que estava preparada para apoiar um embargo imediato ao petróleo russo.

  • Petróleo WTI, -1,07%, a US$ 104,04 o barril
  • Petróleo Brent, -1,08%, a US$ 106,42 o barril

Bitcoin

  • Bitcoin, -0,87% a US$ 38.556,39 (em relação à cotação de 24 horas atrás)

2. Agenda

No Brasil, saem dados da produção industrial (9h). Nos EUA, dados da indústria e empregos JOLTS (ambos 11h), além da variação de estoques de petróleo API (17h30).

Brasil

9h: Produção industrial de março, com projeção Refinitiv de alta de 0,1% ante fevereiro e queda de 3% na base anual

EUA

11h: Ofertas de emprego – JOLTs mensal

11h: Dados de encomendas à indústria de março

17h30: Variação de estoques de petróleo API

3. Reforma tributária

Arthur Lira e Rodrigo Pacheco acertaram nos últimos dias um acordo para retomar o andamento da reforma tributária no Congresso. A ideia, segundo apurou Carla Araújo/UOL, é votar apenas partes do projeto que foi aprovado em setembro do ano passado pelos deputados. Lira e Pacheco acertaram como pontos de consenso a correção da tabela do IR e a taxação de lucros e dividendos. Pacheco quer tentar colocar a matéria fatiada em votação ainda no mês de maio.

Economia defende usar verba de privatizações para bancar obras fora do teto

O Ministério da Economia defende retirar do alcance do teto de gastos as obras públicas bancadas com recursos obtidos com a privatização de empresas estatais ou a venda de empresas que estão na carteira de bancos como o BNDES, segundo integrantes da pasta ouvidos pelo jornal Folha de S.Paulo.

Pacheco apresenta projeto para alterar juros em indenizações judiciais

Rodrigo Pacheco apresentou na segunda um projeto de lei para unificar e pacificar o entendimento sobre quais taxas de juros e de correção monetária devem ser aplicadas às indenizações trabalhistas e cíveis pela Justiça.

Pacheco propõe que débitos trabalhistas de qualquer natureza, quando não pagos pelo empregador, devem ser atualizadas pelo IPCA-E acumulado no período compreendido entre a data de vencimento da obrigação e o seu efetivo pagamento, em linha com a jurisprudência do Supremo.

Governo estuda derrubar MP que modernizava o setor de aviação

O Globo informa que a equipe técnica do governo já trabalha com a possibilidade de derrubar no Senado a Medida Provisória (MP) 1.089, batizada de Voo Simples, diante da dificuldade de retirar do texto a volta do despacho gratuito de bagagem nos voos domésticos e internacionais. Editada em dezembro de 2021, a MP traz um conjunto de medidas que flexibilizam a aviação civil. Durante a tramitação na Câmara, na semana passada, os parlamentares aprovaram um destaque que proíbe as companhias de cobrar pelo envio das malas.

4. Covid

Na última segunda-feira (2), o Brasil registrou 90 mortes e 7.133 casos de covid-19 em 24h, segundo informações do consórcio de veículos de imprensa, às 20h.

A média móvel de mortes por Covid em 7 dias no Brasil ficou em 126, alta de 23% em comparação com o patamar de 14 dias antes.

A média móvel de novos casos em sete dias foi de 14.754, o que representa alta de 4% em relação ao patamar de 14 dias antes.

Chegou a 164.234.669 de pessoas totalmente imunizadas contra a Covid no Brasil, o equivalente a 76,45% da população.

O número de pessoas que tomaram ao menos a primeira dose de vacinas atingiu 177.268.663 pessoas, o que representa 82,52% da população.

A dose de reforço foi aplicada em 86.784.508 pessoas, ou 40,4% da população.

5. Radar Corporativo

A safra de balanços segue a todo vapor com 3R Petroleum (RRRP3), Cielo (CIEL3), Isa CTEEP (TRPL4), JSL (JSLG3), Marfrig (MRFG3), Raia Drogasil (RADL3), Tegma (TGMA3), TIM (TIMS3), Vulcabras (VULC3) e XP (XPBR31), todos após o fechamento do mercado.

Localiza (RENT3)

A Localiza (RENT3) registrou lucro líquido de R$ 517,4 milhões no primeiro trimestre de 2022 (1T22), o que representa um crescimento de 7,3% em relação ao mesmo trimestre de 2021.

Segundo a locadora de veículos, o resultado reflete o aumento de R$ 333,1 milhões no Ebitda do período, compensado pela elevação da depreciação e das despesas financeiras.

Copasa (CSMG3)

A Copasa (CSMG3) reportou lucro líquido de R$ 167,5 milhões no primeiro trimestre de 2022 (1T22), o que representa um crescimento de 23,8% em relação ao mesmo trimestre de 2021.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) caiu 14,4% no 1T22, totalizando R$ 445,3 milhões.

Marcopolo (POMO4)

A Marcopolo (POMO4) registrou lucro líquido de R$ 98 milhões no primeiro trimestre de 2022 (1T22), revertendo prejuízo de R$ 14,7 milhões no mesmo trimestre de 2021.

A produção total da Marcopolo atingiu 3.084 unidades nos três primeiros meses deste ano, 2,3% superior ao 1T21.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe