BofA eleva Ecorodovias após queda de 33% e ECOR3 salta 8%; CCR tem preço-alvo cortado

O BofA vê a queda dos papéis ECOR3 como excessiva e sem levar em consideração a alta do tráfego e o bom controle de custos

Equipe InfoMoney

Publicidade

O Bank of America revisou as recomendações para as ações da Ecorodovias (ECOR3) e da CCR (CCRO3). Para ECOR3, após queda de 33% dos ativos no acumulado do ano, o banco elevou o papel de venda para neutra e subiu o preço-alvo dos ativos de R$ 8 para R$ 9,50, levando a uma disparada das ações.

O BofA vê a queda dos papéis como excessiva e sem levar em consideração a alta do tráfego e o bom controle de custos. Para o banco, a baixa pode ser explicada por compromissos de investimentos de R$ 40 bilhões da empresa, que correspondem a cerca de nove vezes o seu valor de mercado. Provavelmente, esses valores podem se traduzir em alta alavancagem por um longo período, especialmente após o vencimento da concessão da Ecosul em 2026.

Com relação à CCR, que acumula baixas de 15% no ano, o BofA seguiu com visão neutra, enquanto cortou preço-alvo de R$ 16 para R$ 14,50, por conta das novas premissas de corte de custos e da Selic mais alta.

Continua depois da publicidade

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas 

O BofA ressalta que, recentemente, a CCR divulgou uma lista de 18 leilões, com R$ 125 bilhões em exigências de investimentos, que deverão ocorrer nos próximos anos, reafirmando que provavelmente será seletiva nas licitações. “Estimamos um poder de fogo no balanço para vencer novos leilões somando R$ 14 bilhões em compromissos de investimentos (2-3 projetos)”, ressalta o banco.

A CCR poderia se beneficiar dos reequilíbrios pendentes dos contratos de concessão nas concessões Quiport, VLT Carioca e Metrô Bahia devido a uma menor demanda em meio à Covid-19.

Continua depois da publicidade

Na sessão desta segunda-feira (24), os ativos ECOR3 saltaram 8,29% (R$ 6,79), enquanto CCRO3 fecharam em leve queda de 0,67% (R$ 11,95).