Em mercados / bitcoin

É hora de comprar Bitcoin? O que analistas estão falando sobre a derrocada das moedas digitais

Diante de um cenário de forte queda de quase todas as criptomoedas, analistas ressaltam momento de manter a calma e oportunidades no mercado

Bitcoin
(Shutterstock)

SÃO PAULO - Em todo o mundo, investidores estão desesperados nesta sexta-feira (22) por conta da queda de mais de 20% do bitcoin e da derrocada de praticamente todas as criptomoedas que existem. Mas até onde isso realmente é um motivo para pânico? Neste momento, quem é contra a moeda aproveita para falar que "a bolha estourou", mas será que é assim mesmo?

Basicamente, analistas estão destacando que não há com o que se preocupar, e que este é um movimento natural do mercado. O economista-chefe de criptomoedas da XP Investimentos, Fernando Ulrich, destacou em seu Facebook que quedas até piores que esta já aconteceram. 

"Comecei a estudar a tecnologia depois de uma queda de 77%, em fevereiro de 2013. Vi o bitcoin cair 90% no ano seguinte [...] Ignorem o preço, estudem a invenção tecnológica. É muito mais interessante", disse o especialista. Ao InfoMoney, Ulrich afirmou que esta queda é salutar, que vai conter o "oba boa e a euforia". Segundo ele, o recuo desta sexta é necessário e vai ajudar o bitcoin a "crescer com bases mais sustentáveis".

Além disso, o economista também aponta que neste momento pode ter sido aberta uma oportunidade de investimento. "Quem olha para o longo prazo pode ser uma janela de compra. Mas vale lembrar que este é um mercado com risco relevante", disse. Vale lembrar que no início do mês, Ulrich já havia dito para não comprar bitcoin diante da forte alta da moeda (clique aqui e relembre).

Já o economista Richard Rytenband, destacou o momento arriscado que o mercado já demonstrava segundo o Índice de Fragilidade Multifractal (entenda como funciona clicando aqui). "Na última semana o nível de fragilidade subiu para patamares extremos e as escalas de tempo se alinharam, reforçando ainda mais a possibilidade que uma forte descontinuidade de preços era iminente", disse

Ele explica que, "quando o nível de fragilidade sobe para patamares extremos é um alerta de um 'efeito Noé' - em referência a um díluvio, ou forte queda - a caminho e a sua intensidade depende da escala de tempo que estamos visualizando". "Independente da escala é um momento em que teremos mais desvantagens que vantagens a estarmos expostos", afirma Richard lembrando que o melhor momento de exposição é quando os níveis estão negativos de fragilidade (antifragilidade).

Por fim, o economista reforça ainda que a variação de preços não é algo tão comum, pertencendo ao que se chama de domínio de caudas gordas. "Cuidado com as ferramentas tradicionais que procuram padrões", alerta ele também reforçando que os investidores não devem ficar de olho apenas nos preços.

Em termos mais técnicos, o fundador da Mineirama e professor do InfoMoney, Nickolas Goline, explica que esta queda é causada por uma "jogada dos mineradores", que saíram do Bitcoin para minerar Bitcoin Cash, que está mais rentável no momento. "Isso causa um problemão na rede Bitcoin já que os blocos passam a sair com muito mais do que 10 minutos de demora (ontem chegamos a ter apenas 5 blocos minerados em 2 horas enquanto deveríamos ter 12)", afirmou.

Neste cenário, o especialista alerta que a rede demora 1 semana para ajustar a dificuldade. "Como as transação estão extremamente lentas as pessoas param de comprar, com isso o valor cai muito mesmo", disse Nickolas lembrando que ainda existem diversos outros fatores por trás das perdas do bitcoin.

Por fim, ele explica que quando a dificuldade se ajustar, os mineradores irão voltar para o Bitcoin, já que estará muito mais fácil de minerar do que o Bitcoin Cash, o que aumenta o lucro dos mineradores. "Infelizmente o Bitcoin ainda passa por esse tipo de manipulação de mercado", afirma. 

Para Nickolas, "quem tem recursos disponíveis, esse é um ótimo momento de compra". "Pra quem comprou na alta: paciência. O valor eventualmente vai voltar e até mesmo passar a última alta histórica. Não se desespere", analisa.

No exterior, analistas também estão apontando para o cenário natural de correção da criptomoeda. Em entrevista ao MarketWatch, o analista Neil Wilson, da ETX Capital, afirmou que é difícil falar que acabou tudo para o bitcoin. "Podemos ver facilmente este mercado se recuperar em um período muito curto", disse. Ele vê alguma tomada de lucro convencional no mercado.

"Apesar de ter havido alguns hacks, lutas internas na comunidade de mineração, muitos rumores de forks e pressão regulatória em algumas frentes, é provável que este seja um ataque simples de venda de risco à medida que os investidores se reequilibram até o final do ano", concluiu o analista.

 

Tudo sobre:  Bitcoin  

Contato