Cautela

BBI inicia cobertura para Getnet (GETT11) e vê potencial de alta atrativo, mas aponta motivos para ter recomendação neutra

Na avaliação dos analistas, mercado pode exigir evidências mais fortes com sua execução como empresa independente para que reclassificação se materialize

Por  Equipe InfoMoney -

SÃO PAULO – O Bradesco BBI iniciou a cobertura para as units da Getnet (GETT11), credenciadora do Santander (SANB11), com recomendação equivalente à neutra e preço-alvo para o final de 2022 de R$ 6,10, o que corresponde a um potencial de valorização de 32% em relação ao fechamento de sexta-feira (5). Na manhã desta segunda-feira (8), às 11h21 (horário de Brasília), os papéis subiram 1,52%, a R$ 4,69.

Na avaliação dos analistas do Bradesco BBI, embora o upside pareça atraente, o mercado pode exigir evidências mais fortes com sua execução como uma empresa independente para que uma reclassificação se materialize.

Os analistas destacam que a companhia é a terceira maior credenciadora do Brasil – atrás apenas da Cielo (CIEL3) e da Rede – em termos de volumes, com 16% de participação do volume total de pagamentos (TPV, na sigla em inglês) no terceiro trimestre, acima de sua participação de mercado “natural” implícita na participação do Santander em empréstimos e depósitos no sistema financeiro.

“A Getnet cresceu rapidamente para tais níveis, mas acreditamos que capturar ainda mais ganhos de participação de mercado neste contexto deve ser mais desafiador, pois a empresa já está consolidada com uma grande parcela de volumes”, apontam.

Eles destacam ainda que o cenário competitivo na aquisição de comerciantes tem sido difícil nos últimos anos, pressionando
os MDRs líquidos (valor cobrado dos lojistas pelas adquirentes para o processamento de pagamentos via cartão de crédito e débito) à medida que os participantes do mercado continuam tentando garantir volumes maiores.

“No futuro, embora a pressão possa ser mais gradual do que a observada desde 2018, esperamos pouco espaço para expansão da taxa de aquisição de serviços de aquisição, com a expansão da receita se tornando mais dependente do crescimento do volume. Do lado positivo, o crescimento da indústria de cartões deve sustentar seu ímpeto – esperamos taxa de crescimento média ponderada (CAGR) de 15% dos volumes dos cartões nos próximos 5 anos”, apontam os analistas.

Os analistas destacam que a ação está com um prêmio em relação ao seu par mais comparável, a Cielo – com uma relação de preço sobre lucro esperado para 2022 (P/L) de 8,4 vezes, ante 7 vezes de CIEL3.

Eles ressaltam que, embora o prêmio da Getnet possa ser justificado pelo maior potencial de crescimento, veem espaço limitado para uma reclassificação para os níveis de outros pares, como PagSeguro (27 vezes) e Stone (32 vezes), à luz de: menor liquidez das ações, riscos de execução relacionados à sua estratégia de crescimento como empresa independente e potenciais riscos de conflito de interesses decorrentes do relacionamento com seu acionista controlador, o Grupo Santander.

Aprenda a transformar a Bolsa de Valores em fonte recorrente de ganhos. Assista a aula gratuita do Professor Su e descubra como.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Compartilhe