As empresas do varejo se destacaram no 1T24 e as que não se saíram bem

Companhias listadas do segmento de varejo de vestuário apresentaram bons resultados no primeiro trimestre de 2024

Felipe Moreira

(Shutterstock)
(Shutterstock)

Publicidade

A Guide Investimentos avalia que as companhias listadas do segmento de varejo de vestuário apresentaram bons resultados no primeiro trimestre de 2024 (1T24).

Segundo análise da corretora, as vendas mesmas lojas (SSS, na sigla em inglês) aumentaram na maioria das empresas, assim como a rentabilidade.

A C&A (CEAB3) continuou mostrando o maior nível de crescimento das vendas e na receita. A Guararapes (GUAR3) também apresentou evolução significativa da receita e SSS.

Continua depois da publicidade

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de crescimento para os próximos meses e anos

A Guide lembra que o crescimento no número de lojas ou área de vendas atualmente é baixo, o que explica o crescimento da receita ser muito próximo do SSS.

Neste sentido, o Grupo Soma (SOMA3) foi um destaque negativo da temporada de balanços em função da redução da área de vendas.

Continua depois da publicidade

Em termos de Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), a Lojas Renner (LREN3) foi destaque positivo, com forte avanço do indicador.

Do lado negativo, a casa de análise ainda destaca que os juros relativamente altos e as baixas perspectivas de cortes são um empecilho pro setor. “O setor de vestuário é considerado cíclico e dependente das condições econômicas e de financiamento”, explica. “As revisões para cima das projeções para a taxa Selic em 2024 impactaram negativamente o setor.”

Além disso, segundo a Guide, o tempo mais quente que o normal no 2T24 até agora também está impactando negativamente o setor. Mesmo com estes fatores, a instituição financeira tem uma visão positiva para o setor em 2024 em função dos bons resultados e valuation baixo.