Em busca de oportunidades

As 20 ações de empresas do Ibovespa que estão negociando abaixo do valor patrimonial

Indicador mostra que podem estar surgindo algumas oportunidades na bolsa brasileira, mas investidor precisa ter cuidado para analisar

SÃO PAULO – Após uma queda de 40% do Ibovespa em apenas um mês, investidores não só tentam entender o que fazer com seus investimentos, mas também encontrar boas oportunidades na Bolsa, acreditando já ser possível que algumas ações estejam baratas para compra.

Apesar de ninguém garantir que o pior já passou e que a volatilidade não vá continuar, algumas métricas de valuation já tornam possível ver ativos que estão ficando em valores baixos.

Um dos indicadores mais usados por investidores é o P/VPA, sigla que indica a divisão entre o preço da ação de uma empresa (P) pelo seu valor patrimonial por ação (VPA).

“Eu gosto desta métrica, é muito prática”, afirma Thiago Salomão, analista da Rico, destacando que este é um indicador bastante utilizado por investidores para mostrar quando uma ação está descontada.

Segundo levantamento feito pela consultoria Economatica, considerando esta métrica, 20 das 73 ações que fazem parte do Ibovespa estão negociando abaixo de seu valor patrimonial até o fechamento do pregão de quinta-feira (19).

O que é o P/VPA

Existem três indicadores principais usados para analisar o valor das empresas e tentar estimar se estão altos ou baixos: P/L (preço sobre lucro), EV/Ebitda (valor da empresa em relação ao Ebitda) e o próprio P/VPA. Segundo Salomão, o P/VPA não sofre tantas distorções quanto os outros.

O patrimônio de uma empresa é a soma de todos os seus bens, excluindo os passivos. “Se a empresa fechar hoje, vende-se tudo, paga-se as dívidas e o que sobra é o patrimônio dela”, resume Salomão.

Ele explica que, se este indicador estiver abaixo de 1, mostra que, trazendo a valor presente o fluxo de caixa esperado no longo prazo para empresa a uma taxa de desconto, isso resulta em um valor menor do que o valor do patrimônio dela hoje.

De acordo com a Economatica, no dia 19 de março, a mediana do P/VPA das ações da bolsa brasileira estavam em 1,10, mesmo valor registrado em outubro de 2018. Como comparação, a consultoria mostra ainda que, na semana do dia 21 de fevereiro, o indicador da bolsa era o maior dos últimos anos, em 1,79.

A pior situação dentre as companhias do Ibovespa fica com o setor aéreo, que está sofrendo bastante com a pandemia do coronavírus, que tem levado ao cancelamento de boa parte dos voos. A Azul (AZUL4) aparece com P/VPA negativo em 1,16, enquanto o da Gol (GOLL4) está em -0,29.

Entre as companhias que negociam hoje abaixo de seu valor patrimonial aparecem ainda estatais como Petrobras (PETR3; PETR4), Eletrobras (ELET3; ELET6) e Banco do Brasil (BBAS3), além das siderúrgicas Usiminas (USIM5), CSN (CSNA3) e Gerdau (GGBR4).

Confira abaixo:

Nome Código P/VPA em 19/03/20
Azul S.A. AZUL4 -1,16
Gol GOLL4 -0,29
Eletrobras ELET3 0,37
Usiminas USIM5 0,39
Eletrobras ELET6 0,42
Gerdau Metalúrgica GOAU4 0,46
Embraer EMBR3 0,46
Cogna COGN3 0,49
Petrobras PETR4 0,54
Petrobras PETR3 0,55
Gerdau GGBR4 0,60
BR Malls BRML3 0,67
Brasil BBAS3 0,68
Cemig CMIG4 0,80
CVC Brasil CVCB3 0,80
CSN CSNA3 0,86
Bradespar BRAP4 0,88
Smiles SMLS3 0,93
Energias BR ENBR3 0,97
MRV MRVE3 0,98

Fonte: Economatica

Cuidados para encontrar oportunidades

Segundo Salomão, porém, o investidor não pode tomar uma decisão apenas olhando para esta métrica. Para ele, o problema de se usar o P/VPA neste momento é que “o mercado está completamente disfuncional”. “Os investidores perderam a percepção de preço, os ativos estão oscilando muito, sem uma racionalidade”, afirma.

“São tantas incertezas que não tem como estimar o fluxo de caixa no longo prazo, qual a taxa de desconto a ser praticada, quais as variáveis econômicas”, explica o analista.

Por conta disso, ele afirma que, por mais que o valor patrimonial da empresa esteja “normal”, o preço está muito disfuncional, o que pode fazer com que o P/VPA “engane” o investidor, já que será preciso olhar para outros fatores durante a avaliação.

É o caso das companhias aéreas, que estão vendo seu negócio ser diretamente afetado por esta crise, o que muda seus fundamentos, ou seja, seu valor mais baixo não necessariamente indica uma oportunidade.

“Mas isso não quer dizer que o indicador não vale a pena, só é preciso considerar estas ressalvas”, diz. Em geral, Salomão se diz otimista e afirma que o investidor que olhar para o longo prazo, por mais que o mercado ainda sofra de volatilidade e possa cair no curto prazo, pode encontrar boas oportunidades olhando para o P/VPA ou P/L.

Seja sócio das melhores empresas da Bolsa: abra uma conta na Clear com taxa ZERO para corretagem de ações!