Virada das ações

Após recordes, ações da GameStop e AMC desabam até 56%; analistas e investidores criticam restrição em negociação

Enquanto participantes do mercado criticaram decisão de algumas corretoras, políticos pedem a atuação da SEC no mercado

SÃO PAULO – Após cinco pregões de forte alta, com diversas quebras de máxima histórica, as ações da companhia de varejo de jogos GameStop fecharam em forte queda nesta quinta-feira (28).

O papel encerrou com perdas de 44,29%, cotado a US$ 193,60, o que é só uma fração da valorização que a companhia já teve este ano. Mesmo com essa queda, os ativos ainda acumulam ganhos de 927,60% em 2020.

A AMC Entertainment, maior operadora de cinemas do mundo, também caiu forte nesta quinta, fechando com recuo de 56,63%, cotada a US$ 8,63, após disparar 344% na véspera. No ano, a alta é de 307,08%.

O movimento desses papéis ocorre após algumas corretoras restringirem a negociação de ações das duas companhias e algumas outras que estão apresentando movimentos atípicos com grandes volumes.

A corretora RobinHood divulgou uma nota afirmando que bloqueou a possibilidade de compra de certas ações devido ao momento de “forte volatilidade”, com objetivo de “ajudar seus investidores a tomarem decisões mais bem informados”. A plataforma Interactive Brokers também restringiu a negociação.

A RobinHood é uma plataforma de negociação de ações que ganhou fama nos últimos anos por ser gratuita e ainda ter um sistema simples de ser usado. Em 2020, a corretora se destacou em um cenário em que as pessoas, isoladas em casa, passaram a usar mais o seu aplicativo para tentar ganhar dinheiro na bolsa.

Por outro lado, a companhia é alvo de diversas críticas e reguladores do mercado americano já estão de olho nela por conta de acusações de que ela não protege os investidores novatos e ainda ajuda a encorajar um comportamento de risco de quem não conhece muito sobre o mercado.

Segundo Thiago Cesar, CEO da Transfero Swiss, para o pequeno investidor, ver a falta da opção de compra da ação na plataforma ajuda a alimentar o pânico.

“O que isso significa para o investidor de varejo? Ele vai ter entrado em uma ação que ele estava comprando com expectativa de subida e de um minuto para o outro ele vai ser impedido de comprar, o único botão que vai aparecer para ele é vender. O que ele vai pensar? Pânico”, explica.

PUBLICIDADE

E esse tipo de ação das corretoras acaba beneficiando os grandes investidores que estavam perdendo anteriormente. “Esse pequeno investidor teve que realizar o prejuízo em prol dos hedge funds que estavam perdendo antes”, afirma Cesar. “Isso basicamente foi uma manipulação de mercado em favor dos grandes fundos […] quem pagou a conta, como sempre acontece, foi o pequeno investidor”.

Após o fechamento do mercado, a RobinHood informou seus clientes que irá permitir “compras limitadas” das ações da GameStop, AMC e outras companhias e que segue monitorando o mercado.

Nos últimos dias, o movimento de um grupo de investidores que se articularam por meio da rede de fóruns de internet Reddit desafiou grandes fundos em Wall Street que apostavam na queda das ações dessas companhias.

Com isso, eles passaram a fazer grandes compras de papéis, levando as ações a subirem muito e forçando os gestores a zerarem suas posições, o que, por sua vez, levou a um movimento de valorização ainda mais forte, chamado de “short squeeze” (entenda mais clicando aqui).

A decisão das corretora de limitar a negociação levou a duras críticas de grandes nomes, tanto do mercado quanto de fora dele. O bilionário Mark Cuban questionou pelo Twitter se a RobinHood estaria restringindo os negócios porque está perdendo o controle ou se ela não teria dinheiro para permitir operações nesta escala.

Dave Portnoy, uma celebridade na internet, criador do site Barstool Sports e um day trader bastante ativo, destacou que “ou o RobinHood permite a negociação livre ou é o fim do RobinHood”.

A questão também foi parar no mundo político. Na véspera a Casa Branca já havia informado que o governo estava atento ao que está acontecendo, sinalizando que poderia agir de alguma forma em breve.

Nesta quinta, a congressista Alexandra Ocasio-Cortez, do Partido Democrata, escreveu no Twitter que é preciso investigar a decisão da Robinhood de “bloquear as compras de investidores pessoas físicas ao passo que hedge funds estão livres para operar esses papéis como quiserem”.

PUBLICIDADE

Já a senadora democrata Elizabeth Warren pediu que a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) fizesse mais para lidar com a “manipulação do mercado”. “O maior problema para mim é a incapacidade e falta de vontade da SEC em lidar com a manipulação do mercado”, disse ela para a CNBC.

“Para ter um mercado de ações saudável, é preciso ter um policial nas rédeas. E este deve ser a SEC. Eles precisam se apresentar e fazer seu trabalho”, disse ela ressaltando que “haverá uma investigação”. A SEC disse na quarta que está monitorando a volatilidade do mercado.

Segundo Cesar, da Transfero, os próximos passos no mercado serão importantes para entender os reflexos dessa história. “Agora precisa ver o que vai acontecer. Não é um problema de falta ou excesso de regulação, é problema ético, de cumprimento de contrato, conluio, cartel”, conclui.

Quer ser trader e tem medo de começar? O InfoMoney te ajuda a chegar lá: participe do Full Trader, o maior projeto de formação de traders do Brasil e se torne um faixa preta em 3 meses – inscreva-se de graça!