Análise Técnica

Analista que antecipou rali de 100% em poucos meses vê bitcoin acima dos US$ 15 mil até o início de 2018

Nesta quarta-feira, a moeda digital ultrapassou a marca dos US$ 10.000 e cravou nova máxima histórica, acumulando somente em 2017 ganhos de 1.000%

SÃO PAULO – Com o bitcoin marcando nova máxima histórica nesta quarta-feira (29), após ultrapassar a marca de US$ 10 mil e alcançando os US$ 11.427, parece muito distante imaginar a moeda digital na casa dos US$ 4.300, mas isso não faz tanto tempo assim. No início de setembro, era esse cenário que se via. Em meio a um rali que atrai dos céticos aos otimistas, no Brasil, ainda são poucos os que arriscam a divulgar suas projeções.  

Workshop Online Gratuito – Para onde vai a Bolsa, o dólar e o Bitcoin em 2018?

Um deles foi o analista técnico Rodrigo Cohen, da Rico Investimentos, que, naquela época, apontou que a moeda a moeda poderia dobrar de tamanho até o final deste ano, usando como ferramenta a análise técnica, mais precisamente uma expansão de Fibonacci (veja mais). Isso representava, naquela ocasião, atingir os US$ 8.000 – patamar alcançado no final da semana passada. Vale menção que, com a aceleração recente da alta, a moeda subiu 35% nos últimos 6 pregões; no ano, a valorização acumulada é de mais de 1.000%.

PUBLICIDADE

De volta aos gráficos, o analista atualizou hoje sua projeção para a moeda, novamente usando a expansão de Fibonacci. Segundo ele, a próxima parada é a expansão de 261,8%, que fica na casa azul (veja gráfico abaixo) nos US$ 11.910. Depois de atingir essa região, ele acredita que o bitcoin pode ter leve correção para buscar mais força, quando tentaria o teste dos US$ 14.390. Nessa fase, o mesmo retorno pode ocorrer (pullback) antes de buscar, finalmente, a casa dos US$ 15.920 nos próximos 3 meses – o que representaria uma alta de 46% frente à máxima atingida nesta sessão (US$ 10.908). 

O analista faz um alerta, contudo, que a análise técnica, neste momento, fica mais difícil dado a euforia em torno da moeda, que vem superado as expectativas, mesmo nos cenários mais otimistas. 

Veja abaixo o gráfico traçado pelo analista: 

Amanhã, o analista Rodrigo Cohen estará ao vivo na InfoMoneyTV para a nova série “Você, Trader!”. A transmissão ocorre a partir das 17h (horário de Brasília).