Criptomoedas

Amazon nega que passará a aceitar Bitcoin como meio de pagamento

“Apesar de nosso interesse no assunto, as especulações que surgiram em torno de nossos planos não são verdadeiras”, disse um porta-voz da empresa

Por  Rodrigo Tolotti

SÃO PAULO – Após uma segunda-feira (26) de euforia no mercado de criptomoedas, puxado, entre outros fatores, por rumores de que a Amazon poderia passar a aceitar pagamento em Bitcoin ainda este ano, a gigante varejista negou a informação.

“Apesar de nosso interesse no assunto, as especulações que surgiram em torno de nossos planos específicos para criptomoedas não são verdadeiras”, disse um porta-voz da empresa.

“Continuamos focados em explorar como isso pode parecer para os clientes que compram na Amazon”, completou.

A fala ocorre após o jornal City A.M., de Londres, citar uma fonte anônima para dizer que a companhia fundada por Jeff Bezos poderia incluir o Bitcoin em seus meios de pagamento em breve.

Essa possibilidade foi sustentada também porque na última sexta-feira (23) a Amazon abriu uma vaga para líder de estratégia em moedas digitais e blockchain.

Ainda ontem, o porta-voz da Amazon disse que a empresa está “inspirada pela inovação que está acontecendo no espaço das criptomoedas e está explorando como isso poderia ser na Amazon”.

Os rumores fizeram o Bitcoin chegar a saltar 15% no acumulado de 24 horas na manhã de segunda, encostando na marca de US$ 40 mil na máxima do dia, antes de amenizar a valorização durante a tarde.

Além da notícia, especialistas chegaram a apontar que a alta na véspera podia ser puxada também por um “short squeeze”, quando investidores que estão apostando na queda de um ativo são obrigados a zerarem suas posições quando esse ativo inicia uma alta, acabando por impulsionar o movimento positivo.

Apesar da negativa da Amazon, a maior moeda digital do mundo se mantém próxima da marca de US$ 38 mil, 10% acima dos cerca de US$ 34.500 que operava até a noite de domingo quando iniciou o rali.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Às 9h30 (horário de Brasília) desta terça-feira (27), o Bitcoin tinha leve queda de 1,66%, cotado a US$ 38.056, voltando a ter ganhos no acumulado do ano, que agora é de 29%. Em reais, a moeda digital cai 2,02%, a R$ 197.054.

Invista nos fundos de criptomoedas mais acessíveis do mercado: abra uma conta gratuita na XP!

Compartilhe