Em mercados / acoes-e-indices

Sinalizações do novo CEO da Petrobras, ações de Suzano e Fibria se unem hoje na Bolsa e mais destaques

Confira os principais destaques corporativos desta sexta-feira (4)

celulose papel
(Shutterstock)

SÃO PAULO - Noticiário agitado para Petrobras (PETR3; PETR4) nesta sexta-feira (4), com pronunciamento de prioridades da gestão Castello Branco, vazamento de petróleo em plataforma no Rio de Janeiro e redução de 0,90% do preço médio da gasolina nas refinarias.

Também no radar InfoMoney de hoje, Marfrig anuncia novo CEO da Quickfood, ações da Fibria começam a ser negociadas na B3 com código da Suzano, Equatorial avalia aumento de capital e mais notícias.

Confira esses e mais destaques corporativos desta manhã:

Petrobras (PETR3; PETR4)

Roberto Castello Branco, o novo presidente da Petrobras, disse ontem que a sua gestão terá cinco prioridades: gestão do portfólio, minimização dos custos de capital, busca por redução de custos, meritocracia e segurança do trabalho e meio ambiente.

Após a cerimônia de posse de Castello Branco, o ministro de Minas e Energia, almirante Bento Albuquerque, sinalizou que a decisão da cessão onerosa deverá sair em até 100 dias e que o governo discutirá ainda o valor e como será pago. Vale destacar que a estatal confirmou a AGO (Assembleia Geral Ordinária) para o dia 25 de abril. 

Ainda no radar da estatal, um vazamento em uma plataforma de petróleo desativada derramou 1.400 litros de óleo cru no litoral do norte do Rio de Janeiro, gerando uma mancha de 31 km no mar. De acordo com o jornal o Estado de S. Paulo, a Petrobras já teria controlado o vazamento.

Também ontem, a Petrobras reduziu em 0,90% o preço da gasolina nas refinarias de R$ 1,4675 para R$ 1,4537. O reajuste é válido a partir desta sexta-feira (4).

 

Marfrig (MRFG3)

A Marfrig anunciou que Gustavo Kahl será o novo CEO da Quickfood, empresa líder de hambúrguer na Argentina que até quarta-feira (2) era controlada pela BRF. Segundo a companhia, Kahl irá administrar as unidades da Quickfood, que se integrarão ao portfólio da operação da Marfrig na América do Sul sob a liderança de Miguel Gularte.

Sanepar (SAPR4)

A Sanepar anunciou ontem à noite a saída do diretor financeiro Paulo Battiston. Com isso, Paulo Alberto Dedavid, diretor de operações, irá acumular o cargo de diretor financeiro até que um novo titular seja indicado.

Suzano (SUZB3)

A partir de hoje as ações da Fibria começam a ser negociadas na B3 sob o código da Suzano (SUZB3). O processo de substituição das ações da Fibria por papéis da Suzano começa nesta sexta-feira e será encerrado no fim de terça-feira, quando a Suzano fará o crédito da parcela em ações sua emissão aos acionistas da Fibria.

Gol (GOLL4)

A Gol inicia hoje a oferta pública de aquisição de Senior Notes 2022, remuneradas a 8,875% ao ano, em montante agregado de US$ 91,5 milhões. O prazo de oferta vai até as 17h (horário de Nova York) do dia 16 de janeiro, “exceto se prorrogada ou encerrada antecipadamente”.

Equatorial Energia (EQTL3)

Segundo o jornal Valor Econômico, a administração da Equatorial Energia está avaliando a possibilidade de realizar um aumento de capital para contribuir com os investimentos necessários na Ceal, recém-adquirida, e em outros ativos da companhia.

De acordo com o diretor financeiro e de relações com investidores da empresa, se houver necessidade de aumentar o capital, “será mais por uma questão econômica do que financeira”.

Taesa (TAEE11)

Em entrevista ao à Globo News, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, afirmou que as privatizações no estado podem começar por subsidiárias da Cemig, como a Taesa, visto que não depende da aprovação da assembleia estadual. "Estou otimista. Os prefeitos estão numa situação de penúria aqui em Minas e já pediram aos deputados a aprovação do que for necessário. Eu percebo que não teremos dificuldades em aprovar essas reformas", disse.

Seja sócio das maiores empresas da bolsa com TAXA ZERO de corretagem: clique aqui e abra uma conta na Clear! 

 

Contato