Em mercados / acoes-e-indices

Mercado em ritmo de férias? Por que todo investidor precisa acompanhar a decisão do Fomc hoje

Em meio à críticas do presidente Donal Trump, Fed irá anunciar a nova taxa de juros e trazer suas projeções para os próximos meses

Jerome Powell
(Flickr/Federal Reserve)

SÃO PAULO - Nas últimas semanas a reunião do Fomc (Federal Open Market Committee) ganhou uma importância extra diante das críticas que o presidente Donald Trump tem feito à autoridade norte-americana, mas também por conta da forte queda da bolsa dos EUA e o temor de uma recessão na maior economia do mundo.

E mesmo com os mercados já em ritmo de Natal e Ano Novo, esta quarta-feira (18) será o ápice do clima de tensão que marca o fim desde 2018 conforme os dirigentes do Federal Reserve anunciam sua decisão para os juros, com novas projeções econômicas e também uma coletiva do chairman Jerome Powell.

Mas por que está todo mundo preocupado com a decisão do Fomc? Porque há uma grande insegurança sobre o que está acontecendo e para onde vai a economia dos EUA, com os investidores temendo que uma recessão esteja se aproximando, fato que está sendo indicado pela chamada inversão dos rendimentos dos juros do Tesouro dos EUA.

A expectativa de praticamente todo o mercado é que o Fed irá elevar os juros nesta quarta, mas a pressão vinda do próprio governo é grande. No início da semana, Trump disse ser "inacreditável" que o Banco Central do país esteja considerando uma alta de juros mesmo em um cenário em que não há "praticamente nenhuma inflação", o dólar está muito forte e "o mundo exterior explodindo, com Paris em chamas e a China indo para baixo".

Mesmo com as críticas de Trump, dificilmente o Fed irá mudar de ideia por este motivo. Diante disso, o que ganha mais importância são as novas projeções que serão divulgadas, além da coletiva de Powell, porque eles trarão sinalizações sobre o que podemos esperar da autoridade a partir de 2019.

Diante do temor da recessão, a expectativa é de que o Fed passe a ter uma postura mais "dovish" ("amena") e possa reduzir a quantidade de altas de juros nos próximos meses. A tensão agora fica para o caso da decisão desta quarta mostrar uma postura oposta, ou seja, "hawkish", com um ritmo mais intenso de elevações.

Quer investir com corretagem ZERO na Bolsa? Clique aqui e abra agora sua conta na Clear!

E vale lembrar que problemas na economia norte-americana tendem a pesar no mundo todo e por isso todos os investidores estarão atentos ao que será definido hoje.

Em geral, qualquer grande mudança de postura tende a ter grande impacto no mercado, principalmente se o Fed elevar o tom e indicar que não deve reduzir seu ritmo logo, o que tende a puxar todo o mercado para baixo. Se o investidor já estava entrando no ritmo de férias, hoje será o dia de deixar a diversão de lado e não desgrudar do home broker.

 

Contato